sábado, 15 de junho de 2013

Políticos mudam estratégia em vez de fechar ponte fecham posto fiscal por cinco horas

Alguns comerciantes, vereadores e secretários do prefeito de Aragarças-GO Aurélio Mendes mudaram a estratégia e em vez de fechar a ponte que liga Mato Grosso e Goiás, eles fecharam por cinco horas a entrada do posto fiscal de Pontal do Araguaia, apontado como responsável pelo estrangulamento do trânsito na divisa dos dois estados. 

O protesto surtiu efeito porque o estado teve que se mobilizar para colocar barreira volante da Secretaria de Fazenda (Sefaz) em Barra do Garças e ganhou a simpatia de quem precisa passar pela ponte. “Essa decisão foi mais acertada e vamos continuar com a mobilização”, destacou o vereador Comandante Barbosa (PSD). 

Essa é a terceira vez manifestação organizada por Aragarças reivindicando que Mato Grosso retire logo o posto fiscal de Pontal como fez Goiás há dois anos. Na primeira manifestação o tiro saiu pela culatra. Isso porque as pessoas não foram avisadas e foram impedidas de ir e vir pela ponte e muitas choraram. Na quarta-feira da semana passada, houve nova interdição, mas desta vez as pessoas se programaram e não houve tanto transtorno. 

O vereador de Aragarças, Dulcindo Figueiredo ‘Duda’, ressaltou que o movimento está ganhando força e visibilidade junto as autoridades prova disso a preocupação da Sefaz em colocar equipes volantes em Barra para não perder com a arrecadação do fisco. “Se eles podem colocar barreira volante na Barra então eles podem tirar o posto fiscal de Pontal. O que não podemos é ficar refém desta situação por mais tempo”, frisou. 

A vereadora de Pontal, Antônia Parreira (PT), disse que o seu município também concorda com a manifestação porque os motoristas sofrem para entrar e sair de Pontal por causa do acumulo de carretas. 

O responsável pela fiscalização da Sefaz em Pontal, Dr. Vilson, disse que asfalto para os novos postos fiscais deve ser licitado e construído até julho. “Nós acreditamos que vamos mudar no início de agosto”, completou, porém o chefe da fiscalização acredita que o problema de trânsito ainda persistirá pelo número de veículos que existe entre as três cidades. 
A saída seria a construção do contorno viário para desviar as carretas e uma ponte de Pontal para Barra na avenida Independência que ajuda a desafogar o trânsito na região. 

A próxima manifestação será na próxima quarta-feira e a tendência é que novamente o posto fiscal de Pontal seja fechado por cinco horas.

De Barra do Garças - Ronaldo Couto

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário