TAPIRAPE FM

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

TJ-MT lança edital para mais de 190 vagas para cartórios; com vagas para o Norte Araguaia


O período de inscrição para os interessados em atuar em cartórios judiciais do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) começa na próxima segunda-feira (04). O edital do concurso público para provimento de cargos no órgão prevê 193 vagas a serem distribuídas entre os cartórios do Estado. O cargo é para outorga de delegações de notas e de registros do foro extrajudicial do estado de MT.
Os interessados em ingressar em uma das vagas devem se inscrever até o dia 03 de dezembro através do site do TJ-MT ou do órgão responsável pelas provas. O valor da inscrição é de R$ 200, e os salários dependem dos emolumentos cobrados em razão do ofício.
Dentre as competências atribuídas aos aprovados em concurso está a de Oficial do Registro Civil das Pessoas Naturais, com funções cumulativas de Escrivão do Juízo de Paz e de Tabelião. O concurso para os dois critérios de ingresso compreenderá três fases, distintas e sucessivas, os candidatos terão que passar por provas objetiva, escrita, oral e exame de títulos.
As provas se darão em dois dias, no dia 19 de janeiro de 2014, para ingresso de provimento e no dia 20 de janeiro de 2014, para o ingresso por remoção. Todas as provas serão aplicadas na capital do Estado de Mato Grosso, em locais e horários a serem publicados no Diário da Justiça Eletrônico e disponibilizados nos endereços eletrônicos http://www.tjmt.jus.br e http://www.concursosfmp.com.br.

Veja as localidades com vagas:
Santa Terezinha, Veranópolis, Santa Cruz do Xingu, São José do Xingu, Porto Alegre do Norte, Canabrava do Norte, Espigão do Leste, Bom Jesus do Araguaia, Serra Nova Dourada e Novo Santo Ântonio.

Por: Olhar Direto

Porto Alegre do Norte e outras 03 cidades do Norte Araguaia estão com gestão critica


Dezoito dos 141 municípios de Mato Grosso apresentam nível de gestão crítica. É o que aponta o Índice de Gestão Fiscal (IGF), ferramenta criada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), lançado na sexta-feira (25). Os dados, que contemplam a gestão dos municípios desde 2009, mostram um aumento de 50% no número de prefeituras em extrema dificuldade.
Na região do Norte Araguaia, aparecem na lista com gestão critica, a cidade de Porto Alegre do Norte administrada pelo prefeito Emival Gomes de Freitas (PSD), além das cidades de Luciara, Novo Santo Antônio e Alto Boa Vista.
O índice leva em consideração 5 indicadores: receita própria, liquides, gasto com pessoal, investimento e custo da dívida. De acordo com os números, problemas em gastos de curto prazo, a liquidez da gestão, faz com que haja um número razoavelmente grande de municípios com gestão crítica. Outro fator que contribui com o aumento é o avanço nos gastos com folha de pagamento.
O objetivo é estimular a cultura da responsabilidade administrativa, por meio de indicadores que possibilitem o aperfeiçoamento das decisões quanto à aplicação dos recursos públicos. O IFGP jé era utilizado pelo órgão de controle externo no julgamento das contas.
Ainda aparecem na relação conforme os dados até 2012, as cidades de Chapada dos Guimarães, Poconé, Arenápolis, Cáceres, Araguaiana, Brasnorte, Porto dos Gaúchos, Dom Aquino, Várzea Grande, Juscimeira, Tesouro, Pedra Preta, Araguainha e São Pedro da Cipa.

Fonte: Uasley Werneck com Continental FM

Padre acometido de uma bactéria é encontrado morto em Mato Grosso

Padre José Aparecido Sioffi estava há três anos em Nova Xavantina
Foto por: Agência da Notícia

O padre José Aparecido Sioffi foi encontrado morto, em casa, no município de Nova Xavantina, onde estava atuando. Sioffi estava se recuperando de um mal estar causando por uma bactéria. 

Ele estava internado na semana passada para tratar de uma bactéria e recebeu alta próximo ao final de semana. Em seu perfil, no Facebook, há uma postagem na manhã de segunda-feira, dando conta que o mal que o acometeu teria ocorrido entre 12h e 15h de domingo. 

Segundo relatos, o padre estava bem na manhã de domingo, tendo falado com algumas pessoas. Mas à tarde, quando algumas pessoas foram visitá-lo, após chamar e não ter resposta, encontraram deitado sob a cama, já sem vida.

Sioffi atuava há três anos na paróquia de Nova Xavantina e pertence à diocese de Barra do Garças. Ele atuou também na diocese de Ponta Grossa durante vários anos, como formador do seminário e pároco de várias comunidades.

Seu último trabalho no Paraná foi como pároco da Paróquia São Sebastião. Amante da Liturgia e seu contínuo estudante, deixa órfãos vários amigos e admiradores, que mesmo à distância continuavam a seguir seu trabalho. Ele também trabalhou em Tupã-SP.

O corpo de Sioffi seguiu para cidade de Joaquim Távora, sua cidade natal onde será sepultado. 

ELE, POR ELE MESMO

O padre Sioffi, como era conhecido, tinha um jeito peculiar. Homem discreto, porém de muitos amigos. Mas era mais conhecido mais pelo seu jeito enérgico de ensinar e celebrar. Possuidor de muitos talentos, era grande orador; suas homilias eram verdadeiras aulas e prendia a atenção de quem o ouvia. Gostava muito de música e de tocar órgão, piano, teclado, flauta. 

Em suas missas, não raro se ouvia seu potente grave em trechos da liturgia. Talvez, à primeira vista, ficasse a impressão de um homem mal humorado. Mas o padre José gostava muito de contar uma piada e o riso ficava impossível de segurar. Algum tempo atrás ele escreveu sobre si mesmo: “Sou José Sioffi. Três paixões orientam minha vida: Jesus Cristo, Igreja e Liturgia. Gostaria imensamente que Cristo fosse plenamente conhecido, a Igreja amada e a Liturgia dignamente celebrada e vivida. 

Cristo porque é o princípio e fim de Tudo, “tudo nele é recapitulado”; a Igreja porque é extensão dos braços de Cristo no mundo e continua a atualizar seu Mistério Pascal ao longo da história; e a Liturgia, porque é “fonte e cume de toda ação da Igreja”. Que Deus me conceda, mediante seu Filho amado, a graça de viver plenamente estas três paixões apesar de meus pecados e fraquezas.”

Em 2012, José Sioffi foi convidado para colaborar no Vox Gaudium. Ele iria manter uma coluna sobre Liturgia, e do seu jeito bem humorado, aceitou prontamente a enviar seus textos. 

Colaboração: Vox Gaudium.

Sem chuva, produtores de soja em MT precisam replantar parte da lavoura


A falta de chuvas regulares no município de Vera, a 486 km de Cuiabá, levou produtores de soja a refazer o plantio de parte da lavoura. Até a última quinta-feira (24), dos 138,7 mil hectares que devem ser semeados no município nesta safra, 60% tinham sido cultivados, segundo acompanhamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).
De acordo com o vice-presidente do Sindicato Rural do município, Vilmar Scherer, a situação nas últimas semanas era de desespero. “O intervalo entre uma chuva e outra chegava a 15 dias e, quando chovia, não era muito. Poucos que se arriscaram tiveram sorte. Muitos produtores tiveram que replantar a soja”.

saiba mais

Scherer lembra que em 2012 os agricultores enfrentaram o mesmo problema. “No ano passado as chuvas também não foram constantes, a diferença é que o plantio no município estava adiantado e os danos ao desenvolvimento das lavouras foram pequenos”.

Nesta semana houve mudanças nas condições climáticas em Vera. “Há dois dias as chuvas voltaram e os produtores começaram a se acalmar”. O impacto do problema da falta de chuvas no desempenho das lavouras ainda não pode ser quantificado. “Tudo vai depender de como serão os próximos dias. O agricultor que ainda não semeou a soja e que plantaria o milho no começo do ano já está sem tempo”.
O produtor Armando Mora semeou 800 hectares de soja nesta temporada e teve que replantar em algumas áreas. “Em 55 hectares o trabalho precisou ser feito três vezes. Em outros 40, uma vez. Agora a situação normalizou e tudo está indo bem”.


Clima
Conforme o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), na próxima semana a possibilidade de ocorrência de chuvas no município de Vera está na casa dos 80% e a temperatura deve ficar entre os 20°C e 32°C.

No mês de novembro o índice pluviométrico para a região norte de Mato Grosso, onde fica o município de Vera, está previsto entre 250 e 300 milímetros de chuva por metro quadrado.
Do G1 MT

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Morador de Vila Rica está desaparecido há cinco dias em fazenda do interior de Santa Terezinha

Está desaparecido desde a última quinta-feira 24/10,
Pedro Gois da Silva. (Foto: Eldorado FM)
Está desaparecido desde a última quinta-feira 24/10, Pedro Gois da Silva, 87 anos, morador de Vila Rica, conhecido como "Pedro Pintado".
Segundo informações da família o senhor Pedro teria saído de sua residência na última quinta-feira pela manhã juntamente com A.F.N no intuito de conhecer a propriedade do mesmo que fica próxima à antiga fazenda Elagro no município de Santa Terezinha.
A.F.N que acompanhava Pedro contou que deixou o mesmo na casa de sua propriedade e ao retornar a tarde foi informado pelo seu funcionário que o senhor Pedro teria entrado na mata, não retornando mais, momento em que iniciaram as buscas mais sem êxito.

Então resolveu voltar pra Vila Rica e comunicar a família e registrar o Boletim de Ocorrência (BO). Hoje completam cinco dias que Pedro Gois está desaparecido e os familiares pedem a quem conhece-lo ou tiver alguma informação entrar em contato com as Policias Militar e Civil.

Por: Eldorado.fm

Produtor rural é assassinado em Confresa com um tiro na cabeça durante a madrugada

O produtor rural Reginaldo Alves Pereira de 48 anos foi assassinado com um tiro na cabeça nesta sexta-feira (25) de madrugada, na Fazenda São Sebastião, localizado no PA Fartura, em Confresa.
Segundo informações da Polícia Civil, Reginaldo trabalhava há mais de 10 anos na propriedade rural.
Conforme apurado, o trabalhador já havia registrado um boletim de ocorrência no mês de setembro deste ano, no documento ele disse que estava sofrendo ameaças de morte por telefone. As ameaças exigiam que Reginaldo deixasse a área onde ele morava.

Ainda segundo o Delegado de Polícia Civil de Confresa Michel Paes que comanda as investigações o crime teria ligação com grilagem de terra. O assassino continua foragido.

Por: Olhar Direto / Agência da Notícia

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Mais da metade dos domicílios têm carro ou moto, diz Ipea

Levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgado nesta quinta-feira (24) aponta que 54% dos domicílios no Brasil têm carro ou motocicleta disponíveis para o deslocamento dos moradores. O estudo do Ipea é baseado em dados da Pesquisa Nacional por Domicílio (Pnad) de 2012 feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Um dos responsáveis pela análise, o pesquisador Carlos Henrique de Carvalho, afirmou que esta é a primeira vez que a maioria dos domicílios contam com um veículo próprio. "O Pnad de 2012 é o primeiro que registra uma taxa maior que 50%. Agora foi de 54%, mas antes estava ficando na casa dos 40%".

Comparando dados do Pnad de 2008 com 2012, houve um aumento de nove pontos percentuais na quantidade de casas com veículos particulares. O índice era de 45% há cinco anos.
Para Carvalho, a taxa de motorização está aumentando em todas as classes sociais. "Os mais ricos estão com mais carros, mas o mais pobres também. Então, pelo menos, no final das contas, isso é positivo porque cresceu para todo mundo".
Segundo o Ipea, esse número reflete o aumento do uso de veículos particulares para deslocamentos por parte da população brasileira, em detrimento da mobilidade urbana por meio do transporte público.
O instituto chama a atenção, durante a análise, para uma piora no trânsito das grandes cidades, e ressalta que é preciso que o governo tenha políticas públicas eficientes para minimizar os transtornos causados pelo aumento do transporte individual.

O estudo mostra que em 45% das casas urbanas há um carro. Já na área rural esse índice cai para 28%. Nessa última, as motocicletas se destacam, estando presentes em 33% dos lares. Se considerados todos os lares brasileiros, as motos se fazem presentes em 20,1% desse total.

Por: Do G1, em Brasília

Confresa vai receber R$ 880 mil do pré-sal ainda este ano

Depois de muita discussão no Congresso Nacional, todos os municípios brasileiros serão beneficiados com os royalties do pré-sal. Para o Mato Grosso serão R$ 80 milhões divididos entre os municípios.
Nesta última sexta-feira (18) a Câmara de Confresa aprovou o Projeto de Lei Nº167/2013, que regulamenta a aplicação dos recursos que serão destinados ao município pelo Governo Federal oriundos dos royalties pela exploração de petróleo.
A lei aprovada pelos vereadores corresponde ao destino que será dado ao dinheiro recebido pela Prefeitura, sendo que deste valor, 75% serão destinados a educação e 25% para a saúde. Sem a aprovação da Lei a Prefeitura não poderia receber o dinheiro, já que o Governo Federal exige que o dinheiro seja aplicado pelas Prefeituras em educação e saúde.

Para Confresa, o valor destinado pelo Governo Federal através dos Royalties do petróleo deve ser de R$880.532,00 (Oitocentos e Oitenta Mil e quinhentos e trinta e dois reais), que deverão entrar nos cofres do município ainda este ano.
Por: Agência da Notícia

Vila Rica e outros 78 municípios de Mato Grosso recebem patrolas do Governo Federal

Em mais uma nova ação do Governo Federal, que acontece nesta sexta feira dia 25/10, o município de Vila Rica e outras 78 cidades do Estado de Mato Grosso serão contemplados pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, com uma motoniveladora Modelo 120 - Caterpillar.

O evento acontece no Auditório e Pátio do Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), na Av. Alameda Dr. Aníbal Molina, s/nº - Ponte Nova em Várzea Grande.
Nelson Luiz Borges de Barros, Delegado Federal do Desenvolvimento Agrário do Estado de Mato Grosso, comandara o ato que tem como objetivo fornecer estrutura para os municípios do estado, fazerem a recuperação de suas estradas vicinais.
Na oportunidade também acontecerá a Cerimônia de Instalação do novo Comitê Articulador Estadual do Programa Territórios da Cidadania (CAE); o ato de doação da Gleba Mayká (Marcelândia) e a entrega de títulos Urbanos do Município de Nobres, e títulos rurais dos municípios de Aripuanã e Colniza pela Confederação Estadual do Programa Terra Legal e Instituto de Terras Mato-grossense.
De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Agrário, a ação faz parte de um grande investimento, tanto na parte de maquinário quanto no treinamento e capacitação para os profissionais que operarão essas máquinas.
O ato do dia 25/10, se soma a entrega de retroescavadeiras e caminhões jáentregues pelo Governo Federal para os municípios do estado em meados de 2013. Os municípios serão convocados oportunamente para as atividades de treinamento e recebimento de bens.
As administrações que não enviarem servidores para as atividades de treinamento ou não comparecerem aos atos de entrega perderão o direito ao recebimento do bem.

PAC 2 Equipamentos

A nova ação vai beneficiar agricultores familiares e a população rural, e faz parte de um projeto de infraestrutura para os mesmos, fornecendo caminhões caçambas, retroescavadeiras, motoniveladoras e pás carregadeiras.

Por: Jornal da Notícia

Periodo de defeso da Piracema começa dia 1º de Novembro em MT

O período de defeso da piracema começa em Mato Grosso no dia 1º de novembro nos rios da bacia hidrográfica do Araguaia e no dia 05 de novembro, nos rios das bacias hidrográficas do Paraguai e Amazonas. Nesse período, que vai até 28 de fevereiro de 2014, fica proibida a pesca no estado, inclusive na modalidade pesque e solte. A decisão foi tomada durante a 10ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema), realizada nesta quarta-feira (23) e deve ser publicada ainda esta semana no Diário Oficial do Estado.
As datas levam em consideração a Instrução Normativa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), nº 201, de 22 de outubro de 2008 e a Portaria, também do Ibama, nº 48, de 25 de setembro de 2007.
Durante o período de defeso da piracema só é permitida a pesca de subsistência, desembarcada, ou seja, aquela praticada artesanalmente por populações ribeirinhas e tradicionais, para garantir a alimentação familiar, sem fins lucrativos. A cota diária permitida para pesca é de três quilos ou um exemplar de qualquer peso, por pescador, para fins de subsistência, respeitados os tamanhos mínimos de captura estabelecidos pela legislação vigente, para cada espécie. É proibido o transporte e a comercialização do pescado proveniente da pesca de subsistência.
As Resoluções fixam ainda o segundo dia útil, após o inicio do período de defeso da piracema, para que pescadores e comerciantes declarem à Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) seus estoques in natura, resfriados ou congelados, provenientes de água continentais. A medida atinge frigoríficos, peixarias, postos de venda, restaurantes, hotéis e similares. A declaração de estoque de pessoa física, disponível no link Serviços do portal da Sema (www.sema.mt.gov.br.) só é permitida ao pescador profissional mediante a apresentação da Declaração de Pesca Individual (DPI), emitida em seu próprio nome e se estende aos peixes vivos nativos das bacias, para fins ornamentais ou para uso como isca viva.
As Resoluções excluem da proibição a pesca de caráter científico previamente autorizada pelo Ibama ou pela Sema; a despesca, o transporte, a comercialização, o beneficiamento, a industrialização e o armazenamento de peixes, com a comprovação de origem, provenientes de aquicultura ou pesque-pague licenciados juntos aos órgãos competentes e registrados na Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca da Presidência da República (Seap/PR), e também o pescado previamente declarado.
Todo o produto de pesca oriundo de outros estados ou países deverá estar acompanhado de comprovante de origem sob pena de multa, perda do pescado e dos apetrechos, equipamentos e instrumentos utilizados na pesca.
O secretário de Estado do Meio Ambiente, José Esteves de Lacerda Filho, lembra a responsabilidade de toda a sociedade em relação ao período de defeso. “Ao governo cabe o poder de polícia e de fiscalização e à sociedade o papel de informar e cuidar para que as normas sejam cumpridas, denunciando aqueles que infringirem a lei”.
As denúncias podem ser feitas por meio da Ouvidoria Setorial da Sema pelo 0800-65-3838; no site da Secretaria, por meio de formulário, ou ainda nas unidades regionais do órgão, nos municípios de Cáceres, Barra do Garças, Juína, Rondonópolis, Sinop, Tangará da Serra, Alta Floresta, Guarantã do Norte, Aripuanã, Vila Rica e Juara.

Por: Sema-MT

Mais de 42,6 mil casos de dengue são registrados em MT neste ano

Mato Grosso já registrou 42.694 casos de dengue entre janeiro deste ano até esta quinta-feira (10), conforme balanço divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Ses). Ao menos 33 pessoas morreram vítimas da doença e outros três casos, segundo o órgão, estão sendo investigados.
No mesmo período do ano anterior ocorreram 6 mil casos a menos. De janeiro a outubro de 2012, a secretaria registrou 36.178 no estado.

As cidades que registraram morte por conta da dengue são: Alta Floresta (3), Apiacás (1),Aripuanã (1), Barra do Garças (1), Cáceres (1), Campo Novo dos Parecis (3), Campo Verde(1), Carlinda (1), Cuiabá (2), Itiquira (1), Jaciara (1), Juara (2), Primavera do Leste (2),Pontal do Araguaia (1), Pontes e Lacerda (1), Tangará da Serra (1), Sinop (4), Sorriso (2), Vera (1), Sapezal (1) e Lucas do Rio Verde (1), Várzea Grande (1).
Outros três casos de morte pela doença estão sendo investigados em Alto Taquari, Lucas do Rio Verde e Nova Xavantina.

Na capital mato-grossense, os números de notificações em 2013 chegam a 3.304. EmSinop, município com maior índice de registros, foram constatados 8.017 casos. Várzea Grande, região metropolitana deCuiabá, registrou 735 ocorrências de dengue.
O quadro epidemiológico da doença caracteriza-se pela circulação simultânea de dois sorotipos virais da dengue, o DENV 1 e a introdução do sorotipo DENV 4 no estado.


Prevenção
A Secretaria Estadual de Saúde recomenda que as principais formas de combate ao mosquito da dengue são através da limpeza de calhas dos telhados, dos pratinhos dos vasos de plantas e piscinas. Não deixar formar poças d’água, eliminar qualquer tipo de material que possa acumular água, garrafas ou manter recipientes sempre virados de boca para baixo, armazenar pneus em locais cobertos para não acumular água e tampar bem as caixas d’água e os poços.


Do G1 MT

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Aumenta incidência de doenças crônicas entre índios do Xingu, mostra pesquisa

Se em 1965 doenças como a malária, as infecções respiratórias e a diarreia eram as principais causas de morte de índios no Parque Indígena do Xingu, em Mato Grosso, hoje a doença de maior incidência entre eles é a hipertensão arterial. É o que mostra pesquisa coordenada pelo Departamento de Medicina Preventiva da Escola Paulista de Medicina, da Universidade Federal de São Paulo, com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado e do Projeto Xingu.
Atualmente, a malária está sob controle. Embora as doenças infecciosas e parasitárias ainda sejam relevantes em termos de mortalidade, são os males crônicos não transmissíveis, como a hipertensão, a intolerância à glicose e a dislipidemia, que mais cresceram nos últimos anos entre os índios da região.
Para essa pesquisa foram entrevistados e examinados 179 índios khisêdjês, moradores da área central do Parque do Xingu, no período de 2010 a 2011. A análise dos resultados mostrou a prevalência de hipertensão arterial (10,3% do total) em ambos os sexos, sendo que 18,7% das mulheres e 53% dos homens apresentaram níveis de pressão arterial preocupantes.
A intolerância à glicose foi identificada em 30,5% das mulheres e em 17% dos homens. A dislipidemia (aumento anormal da taxa de lipídios no sangue) apareceu em 84,4% dos participantes dos dois sexos.
Em entrevista à Agência Brasil, a pesquisadora Suely Godoy Agostinho Gimeno, coordenadora do estudo Perfil Nutricional e Metabólico dos Indígenas Khisêdjê, disse que algumas alterações estão sendo constatadas, principalmente nos últimos 15 anos. Na pesquisa anterior, divulgada pelo grupo no começo de 2000 e feita com os mesmos índios, a doença mais relevante era a dislipidemia. “Era impressionante a proporção [de dislipidemia]. Muito maior que nos estudos que se faz com população não indígena”, disse ela.
Naquela ocasião, informou a pesquisadora, a incidência de hipertensão ainda era baixa ou rara nessa população. Mas agora a hipertensão e a intolerância à glicose cresceram entre os índios, embora a incidência ainda seja menor quando comparada ao restante da população brasileira.
De acordo com Suely, entre os fatores que explicam essa transformação está a maior proximidade com os centros urbanos e a intensificação do contato com a sociedade não indígena; o aumento do número de indígenas que exercem atividade profissional remunerada e que assim, segundo ela, “deixam de pescar e de caçar e, com isso, reduzem suas atividades físicas”; e o maior acesso a produtos e bens de consumo, como alimentos industrializados, eletroeletrônicos e motor de barcos.
O quadro atual tem preocupado os pesquisadores, uma vez que o controle dessas doenças requer condições que nem sempre estão disponíveis nas aldeias. “Isso tem causado várias preocupações e por muitas razões. Primeiro, porque muitas dessas doenças requerem condições que nas aldeias são difíceis de serem alcançadas. Um exemplo é um indígena diabético que necessita de insulina. A insulina precisa ser guardada em geladeira. E na aldeia, em geral, não se dispõe de energia elétrica. A necessidade de refrigeração, nesse caso, é o tempo todo”, observou.
Outro problema, destacou Suely, é que é preciso o controle de horário para tomar os medicamentos e para o controle regular da glicemia e da pressão arterial, que nem sempre estão disponíveis nas aldeias. “Além disso, são situações novas para eles. O aprendizado para controlar e manipular não são simples. A forma como eles percebem a doença é diferente de nós, não indígenas. É um trabalho de longo prazo”, acrescentou.
Outro resultado que chamou a atenção dos pesquisadores é que muitos dos índios estão com excesso de peso (sobrepeso ou obesidade), o que ocorre em 36% do total de mulheres e 56,8% dos homens. “Atribuímos isso [o excesso de peso] não à obesidade propriamente dita, mas ao fato de que os indicadores que utilizamos para avaliar o excesso de peso não são adequados, uma vez que eles têm uma quantidade de músculos muito maior que os não indígenas”, disse a pesquisadora.

Para evitar situações como essa, segundo Suely, o fundamental seria estimular a manutenção do modo de vida dos indígenas. “Para isso, eles dependem da terra, do rio, do seu território. Manter as terras indígenas e garantir o território é fundamental”, disse ela.
Por: Agência Brasil

Provas do Enem serão aplicadas em 1.161 cidades e 15 mil salas de aula

No próximo fim de semana, 7.173.574 milhões de inscritos irão fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Um grande esquema de logística foi montado para o transporte e a aplicação das provas em 1.161 municípios espalhados pelo país. Os candidatos farão as provas em 15 mil salas de aula e 660 mil pessoas vão trabalhar no dia do exame. Este ano, os cerca de 63 mil malotes de provas terão cadeado eletrônico com GPS para garantir a segurança.
Do total de inscritos, a maioria já concluiu o ensino médio (4.052.038) e está na faixa etária de 21 a 30 anos (2.181.084). As mulheres representam 58,5% do total de inscritos. Esses candidatos vão poder usar a nota do exame para concorrer a vagas de ensino superior em uma das 21 universidades federais, quatro estaduais e 29 institutos federais que adotam o Sistema de Seleção Unificada (Sisu).
Cerca de 70% dos candidatos ficaram isentos de pagar a taxa de inscrição. A isenção vale para estudantes concluintes do ensino médio em escolas públicas ou que têm renda mensal per capita inferior a um salário mínimo e meio.
A aplicação do Enem envolve um longo período de preparo e prevê atendimento específico para quem tem deficiência, gestante, idoso e até mesmo para pessoas que estão em hospitais. O número de pessoas que solicitou atendimento diferenciado ou específico ao fazer a inscrição foi 162.179.
Entre os que precisam de atendimento específico há dez candidatos em classe hospitalar. Há ainda 90.273 pessoas que guardam o sábado por questões religiosas. Isso significa que eles só iniciam a prova após o pôr do sol de sábado e, até esse momento, ficam em uma sala isolada dos demais candidatos. Também será garantido atendimento específico para idosos e mães que estão amamentando.
As grávidas são 6.689 entre os inscritos e a estimativa do Ministério da Educação é que 617 vão ter o bebê em data próxima à da aplicação das provas. O ministério passou a acompanhar de perto esse grupo depois que uma candidata teve um bebê no banheiro da escola onde fazia a prova, no ano passado.

Para o Enem 2013, foram impressas 442 provas em braile para os cegos. Outras 1.647 pessoas terão prova com letra ampliada e 5.849 vão receber a prova super ampliada. Os autistas e os que têm dislexia vão contar com o auxílio de leitores e transcritores. Haverá ainda intérprete de libras e auxílio para transcrição. Aproximadamente 29 mil pessoas solicitaram salas de mais fácil acesso.
Por: Agência Brasil

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Moto-taxista é baleado na cabeça depois de fazer corrida para mulher em Canabrava do Norte

O moto-taxista Hélio Adriano Arruda, 36 anos, passou por momentos difíceis depois ser baleado na cabeça por um homem desconhecido em Canabrava do Norte, o fato aconteceu  nesta quarta-feira, (16), por volta das 11hs em uma fazenda que fica a 15 km da cidade.
Segundo informações repassadas ao Site Agência da Notícia, o moto-taxista teria ido fazer uma corrida até uma fazenda chamada Mimosa para uma mulher não identificada, ao chegar na entrada da fazenda um homem esperava a mulher, ao descer o suspeito disparou um tiro contra o moto-taxista acertando a cabeça do trabalhador.
Após o crime o casal fugiu tomando rumo ignorado, as causas da tentativa de homicídio ainda são desconhecidas pela polícia, o moto-taxista só não teve ferimentos mais graves devido a bala ter acertado o capacete diminuindo o impacto.
A Polícia Militar juntamente com a ambulância fizeram o socorro da vítima que foi trazida para o hospital municipal de Confresa, onde está fora de perigo.

A Polícia Civil irá aguardar a recuperação do moto-taxista para ouvi-lo e esclarecer esse crime. 

Câmara de Cuiabá proíbe a venda de narguilé para menores e fixa multa


A Câmara de Cuiabá aprovou, na sessão desta quinta (17), projeto de Lei que proíbe a comercialização e o uso em locais públicos do cachimbo conhecido como “narguilé”. A matéria é de autoria do vereador Ricardo Saad (PSDB). A restrição atinge somente menores de 18 anos.

Segundo Saad, a intenção é prevenir a ocorrência precoce de doenças respiratórias e cardiovasculares. “Uma simples tragada do narguilé equivale ao consumo de 100 cigarros. Compartilhar a piteira também pode trazer riscos para a saúde”, enfatiza o vereador, que é médico.

Caso a lei seja sancionada pelo prefeito Mauro Mendes (PSB), os estabelecimentos que comercializam narguilé ficam obrigados a solicitar documentos para comprovar a maioridade dos compradores. Um anúncio sobre a proibição deverá ser fixada em lugar visível.

O não cumprimento da lei acarreta penalidades desde notificação, multa no valor de 10 UPF/MT (R$ 534,4) até o cancelamento do alvará. A fiscalização será responsabilidade do Executivo e os recursos das eventuais multas serão destinados ao Fundo Municipal de Saúde.

Narguilé

O narguilé é uma espécie de cachimbo que faz parte das tradições de países do Oriente Médio, Norte da África e Sul da Ásia. O artefato se popularizou entre os jovens por causa dos aromas do tabaco usado e pelo ritual de consumo. Além de Cuiabá, a comercialização para menores já é proibida em São Paulo e no Distrito Federal. 

Jacques Gosch RD News

Após 67 dias, professores de MT aceitam proposta e suspendem greve

Foto: Carolina Holland/G1
A greve dos trabalhadores da rede estadual de ensino de Mato Grosso foi suspensa nesta quinta-feira (17), após 67 dias de paralisação. A decisão foi tomada em assembleia geral realizada durante a tarde na Escola Estadual Presidente Médici, em Cuiabá, e foi bastante comemorada pela categoria. Os profissionais aceitaram a nova proposta do governo, feita na terça-feira (15), um dia depois do Ministério Público intermediar reunião entre a Secretaria de Educação (Seduc) e o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT).
Os profissionais pediam que o poder de compra da categoria fosse dobrado em sete anos, pagamento da hora-atividade dos professores contratados de forma temporária, melhorias nas escolas e repasse de 35% do orçamento do estado para o setor da educação.

saiba mais

Por conta de determinação inicial do governador Silval Barbosa de que o estado não negociaria com a categoria em greve, a primeira proposta foi apresentada somente 38 dias após o início da paralisação. E o calendário apresentado pelo executivo estadual naquela oportunidade para atender as reivindicações não agradou aos grevistas.
O estado propôs aumento de 100% do salário em 10 anos, com início em maio do próximo ano, e pagamento da hora-atividade em três anos. O Sintep recusou, alegando que queria o reajuste ainda em 2013 e a hora-atividade em parcela única. Após três recusas consecutivas da mesma proposta, o governo mudou o discurso e resolveu ceder: pelo novo acordo, o aumento deve começar a ser pago em março de 2014. A hora-atividade, no entanto, vai ser paga em três vezes, mas com percentuais diferentes dos que foram apresentados anteriormente.
Porém, antes de apresentar acordo diferente dos anteriores, o governo tentou outros meios para colocar fim à paralisação, como cortar o ponto dos trabalhadores. Outras tentativas foram feitas via judicial. Atendendo a pedido do estado, a greve foi declarada abusiva pelo desembargador Marcos Machado, que determinou o retorno dos profissionais ao trabalho. A desembargadora Maria Erotides Baranjak também mandou que eles encerrassem o movimento, mas nenhuma decisão foi cumprida.
Ainda durante a greve, e em meio à crise, o secretário de Educação Ságuas Moraes deixou a comando da pasta para assumir uma vaga na Câmara Federal, no lugar do deputado Homero Pereira, que se aposentou para tratar um câncer. À época, Moraes declarou que estava no limite e que havia esgotado as possibilidades de negociação, argumento também adotado pelo governo. No lugar dele, assumiu Rosa Neides Sandes de Almeida, que já havia ocupado o posto anteriormente. 
Mato Grosso tem 39 mil trabalhadores na educação em 738 escolas estaduais e cerca de 430 mil alunos. De acordo com o Sintep-MT, a greve chegou a atingir 90% das unidades escolares, mas com passar do tempo perdeu parte da adesão, que chegou a 53,94%, de acordo com dados do Sintep divulgados nesta quinta.

Volta às aulas

Segundo o presidente do Sintep-MT, Henrique Lopes do Nascimento, como a greve foi suspensa na tarde desta quinta-feira (17),  as aulas podem ser retomadas ainda nesta noite. Porém, considera pouco provável que isso aconteça.

"Boa parte dos que estão aqui [em Cuiabá] são do interior. Então, é bem possível que a maioria das escolas retorne à normalidade a partir de segunda-feira. Até porque as escolas terão que passar por limpeza, por adequações", justificou.


Carolina Holland Do G1 MT

Governo de Santa Terezinha aumenta prioridades para o setor da agricultura familiar

Quando o governo municipal de Santa Terezinha anunciou, que a agricultura familiar seria uma de suas principais prioridades muitos duvidaram, porem com quase um ano de gestão, novos mecanismos estão sendo para fortalecer e consolidar a agricultura familiar no município.
Em mais uma nova ação da administração do prefeito Cristiano Gomes (PT), a Prefeitura Municipal de Santa Terezinha por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente estão com trator Valtra, Esteira D50 e trator Agrale fazendo o gradeamento em áreas rurais do município, e as ações já somam mais de 45 famílias beneficiadas, os agricultores residem na P.A Porto Velho, Reunidas e Colônia Nova Esperança.
Outras ações para fortalecer a agricultura familiar que foram recentemente realizadas são a recuperação e encascalhamento da Linha Zeca Mota – 4.5 km, o encascalhamento e patrolamento  na linha do Claudio, 14 km,  o patrolamento na linha do Diares, 5 km, o patrolamento na linha da Nossa Senhora da Conceição (Getúlio), e os serviços de  PC na P.A Reunidas II na linha da Serra do Urubu Branco 1.5 km, além da recuperação com encascalhamento na estrada Xanadú em parceria com a BCN, num total de  8 km.
O fortalecimento do setor é prioridade do prefeito Cristano Gomes, e tem o vice-prefeito de Santa Terezinha, Euclésio Ferreto (PTB), como maior entusiasta, para Ferreto, com uma agricultura familiar forte será possível melhorar, a renda e dar melhor qualidade de vida a população do municipio.
Recentemente o Superintendente do INCRA em Mato Grosso, Valdir Barranco, garantiu ao Jornal da Noticia, que Santa Terezinha é um dos municípios que terá  prioridade para buscar recursos junto ao governo federal e fortalecer o setor, garantindo acesso para a liberação dos créditos do PRONAF e PNHR (Minha Casa, Minha Vida no Campo), alem de convênios para assistência técnica dos assentados.
Por: Jornal da Noticia

Polícia Civil prende suspeitos de furtar gado em Alto Boa Vista e São Félix do Araguaia

Foto: Agencia da noticia
No início da madrugada desta quarta-feira (16.10), a Polícia Judiciária Civil de Alto Boa Vista e de São Félix do Araguaia deflagraram a operação "Boi Grande" que resultou na prisão em flagrante de pessoas suspeitas de tentativa de furto de gado em uma fazenda na divisa dos municípios de Alto Boa Vista e São Félix do Araguaia.
A movimentação da quadrilha já vinha sendo acompanhada pelo Delegado Rogério da Silva Ferreira e a equipe de policiais da Delegacia de Alto Boa Vista, desde o dia 30 de setembro de 2013, dentro das investigações de outros crimes de furto de gado cometidos na região este ano.
Um dos presos na operação é Vinícius dos Reis Mello Santos que havia sido preso pelos policiais civis de Alto Boa Vista em cumprimento de mandado de prisão preventiva, duas semanas atrás, acusado dos crimes de formação de quadrilha, receptação de veículos, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e uso de documento falso combinado com falsidade ideológica.
Vinícius foi libertado dias após a prisão e menos de uma semana depois de ser solto voltou a ser preso, desta vez em flagrante.
Os suspeitos foram surpreendidos em flagrante por policiais civis das Delegacias de Alto Boa Vista e de São Félix do Araguaia, sobre o comando do Delegado Waner dos Santos Neves, quando tentavam sair da fazenda localizada no distrito de Pontinópolis em São Félix do Araguaia, no local foram apreendidos dois caminhões, um veículo e uma motocicleta, todos utilizados pelos suspeitos.
As pessoas presas pela Polícia Judiciária Civil vão responder pelos crimes de formação de quadrilha ou bando e tentativa de furto qualificado.
As investigações da Polícia Judiciária Civil continuam na tentativa de identificar outros integrantes da quadrilha e as pessoas ou empresas que iriam receptar o gado furtado, além de buscar o esclarecimento e recuperação do gado levado em outros furtos cometidos este ano na região.
Participaram da operação policiais civis de Alto Boa Vista e São Félix do Araguaia, além dos delegados Rogério da Silva Ferreira e Waner dos Santos Neves, com apoio do Delegado Regional Ronan Gomes Villar e do Delegado de Canabrava do Norte Carlos Francisco de Moraes. 
 
 

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Homem de 65 anos é brutalmente assassinado com vários tiros e facadas na porta de casa no bairro Vila Nova

Um homicídio brutal aconteceu nesta noite de segunda-feira (14.10) por volta das 19hs30min no bairro Vila Nova próximo a Escola Municipal Tapiraguaia, o homem teria sido morto com cinco tiros e duas facadas, morrendo no local.
Segundo informações repassadas ao Site Agência da Notícia, o homem identificado como João Rodrigues Barros Neto, de 65 anos, vulgo “Joãozão” teria sido executado com quatro tiros e duas facadas uma degolando o pescoço, o crime aconteceu em frente à residência do homem.
Um policial militar que mora em frente onde “Joãozão” foi assassinado ainda disparou seis tiros contra o suspeito que conseguiu fugir com o auxílio de um motoqueiro que dava cobertura no crime.
As Polícias Militar e Civil estiveram no local levantando pistas sobre o criminoso que fugiu tomando rumo ignorado, testemunhas contam que o suspeito teria fugido em uma motocicleta, o PM contou ainda que o suspeito estava de capacete.
Um canivete usado no crime foi encontrado ao lado do corpo juntamente com capsulas de revólver calibre 38.

As investigações irão prosseguir por parte da Polícia Civil que irá ouvir testemunhas do crime.

Prefeitura de Vila Rica oferta 91 vagas em processo seletivo

Com oferta de 91 vagas e formação de cadastro reserva para o cargo de Agente Comunitário de Saúde, a Prefeitura de Vila Rica, no Estado do Mato Grosso, lançou edital nº. 001/2013 para realização de processo seletivo. Os aprovados trabalharão em jornada de 40 horas semanais e receberão subsídio no valor de R$ 678,00.

Inscrição
A inscrição será realizada gratuitamente no período de 14 a 28 de outubro de 2013, das 12h às 18h, na Secretaria Municipal de Saúde, Rua Avelino Gregório Demétrio nº 166, Centro, Vila RicaMT ou pelo site www.acpi.com.br.
Prova
O certame constará de prova objetiva, a ser realizada provavelmente no dia 10 de novembro de 2013, das 08 às 11h00min, em local a ser indicado em edital complementar específico, que estará disponível nos sites www.vilarica.mt.gov.br e www.acpi.com.br e será afixado no local de costume.
O gabarito preliminar será divulgado a partir do dia 11 de novembro de 2013.

Validade

O processo seletivo terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período, contado a partir da sua homologação.
Por: Eldorado.fm

sábado, 12 de outubro de 2013

Polícia encontra mulheres na condição de ‘escravas’ em boates

Duas casas de prostituição foram interditadas na operação “Bacanal”, deflagrada na segunda-feira (07.10), pela Delegacia da Polícia de Comodoro (644 km a Oeste) no município de Campos de Julho, no Noroeste de Mato Grosso. O gerente e o dono das boates  foram autuados em flagrante nos crimes casa de prostituição, favorecimento a prostituição, rufianismo e redução a condição análoga a escravidão. 
O delegado de Comodoro, Henrique Trevizan, que comandou a operação, disse que nos locais foram encontradas 22 mulheres com idades entre 18, 19, 20, e 34 anos, que eram mantidas como “escravas” nas casas, já que não podiam sair devido a dívidas contratuais com os donos dos estabelecimentos. “As casas mantinham um sistema de multas que ia só aumentando e acumulando”, disse o delegado. 
A maioria das mulheres é oriunda das cidades de Rio Branco, no Acre, e Porto Velho, em Rondônia. “Algumas estavam ali há mais de 1 ano”, acrescentou o delegado. 
As casas de prostituição, “Luz Vermelha” e “Fazendinha”, conhecidas na cidade de Campos de Julho, estão localizadas numa chácara próximas uma da outra. Os locais eram também alvos de denúncias de exploração sexual de menores de idade. No entanto, durante a operação, a Polícia Civil não encontrou adolescentes nos estabelecimentos. 
Na primeira boate, os policiais encontraram 17 mulheres e na segunda, cinco. Todas foram retiradas dos estabelecimentos, levadas para a Delegacia e ouvidas no procedimento policial. “As boates foram fechadas, mas não temos como obrigar essas mulheres a não retornar às casas”, destacou o delegado. 
O delegado Henrique Trevizan, disse que outros três estabelecimentos foram abordadas e presas duas pessoas por porte ilegal de arma de fogo. 
A operação mobilizou 25 policiais das Delegacias da Polícia Civil de Comodoro, Jauru, Vila Bela da Santíssima Trindade e Pontes e Lacerda.  Segundo o delegado, as investigações prosseguem, pois há informações de as mulheres também são levadas para outras cidades.
 
Redação 24 Horas News