TAPIRAPE FM

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Mato Grosso registrou o primeiro caso confirmado de febre chikungunya autóctone (quando a doença é contraída dentro do estado ou município) neste ano. O anúncio foi feito pela Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) na última sexta-feira (27). De acordo com a SES, o caso é da cidade de Mirassol D'Oeste, a 329 km de Cuiabá.

Segundo a secretaria, outros três casos também já foram confirmados, mas são 'importados', sendo um da Guiana Inglesa, um da Bolívia e um de Mato Grosso do Sul. Outros 188 estão em investigação e seis aguardando triagem. A febre chikungunya, assim como a dengue e a zika, também é transmitida pelo mosquito aedes aegypti.
saiba mais

Mato Grosso registrou, entre 1º de janeiro e 14 de novembro, 25.062 casos prováveis de dengue. O aumento é de 133,46%, comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 10.735 casos. Seis mortes por dengue foram confirmadas nos municípios de Cuiabá, MatupáSapezalSorrisoJuína e Rondonópolis. Cinco mortes ainda seguem em processo de investigação, aguardando o resultado do laboratório.

De acordo com o Boletim Epidemiológico, 77 cidades apresentaram alta incidência de dengue, com números superiores a 300 casos por 100 mil habitantes, com destaque para Santa Carmem,Santa Rita do TrivelatoCocalinhoRibeirãozinhoCampo Novo do Parecis, Paranaíta, Matupá, Torixoréu, Sinop, Serra Nova DouradaAlto TaquariGaúcha do Norte e Novo Horizonte do Norte. No estado, a incidência registrada é de 760 casos por 100 mil habitantes.

Entre os municípios que apresentam maior número de notificações da doença em 2015, Sinopaparece em primeiro lugar no estado com 3.477 casos, apresentando um aumento em relação ao ano passo de 22,34%. Em seguida, o município de Cuiabá com 2.795 casos notificados e uma variação a maior em relação ao ano anterior de 101,58%.


Em relação ao zika vírus, foram notificados 678 casos, sendo confirmados 39, tanto da forma clínico-epidemiológico (31) quanto confirmação laboratorial do vírus (8). Destes, dois foram registrados em Rondonópolis, um em Tesouro, quatro de Cuiabá e um de Várzea Grande.

Do G1 MT

Justiça bloqueia conta de sindicato de servidores do Detran-MT por greve

Após um mês de greve da categoria, os servidores do Departamento estadual de Trânsito (Detran) de Mato Grosso tiveram as contas bancárias do sindicato bloqueadas nesta sexta-feira (27) por determinação do desembargador Luiz Ferreira da Silva. O magistrado atendeu a pedido do estado, que também deverá suspender o repasse de contribuição associativa à entidade. A presidente do Sindicato dos servidores do Detran (Sinetran), Daiane Renner, informou que ainda não foi notificada da decisão judicial.

Conforme a determinação, as contas do Sinetran deverão ser bloqueadas até o valor de R$ 1 milhão.   Antes dela, a Justiça já havia declarado a ilegalidade da greve dos servidores, determinando que eles retomassem o trabalho sob pena de aplicação de multa de R$ 100 mil diários. Em seguida, a Justiça ainda dobrou o valor da multa. Mesmo assim, os servidores mantiveram a paralisação.

Agora, os valores que o estado mensalmente repassa a título de contribuição associativa ao sindicato também deverão ser depositados em uma conta judicial.

A atual greve dos servidores – a segunda deflagrada este ano - começou no dia 26 do mês passado, tendo sido paralisada por quatro dias, para cobrar a nomeação dos aprovados em concurso público para atuar no órgão.

Segundo o sindicato, a reivindicação inicial era de que o estado nomeasse 100% dos aprovados, mas que depois os servidores propuseram a nomeação de 70% neste ano e o restante até meados do ano que vem. No entanto, o estado propôs a convocação de 30 aprovados neste ano, deixando os demais 459 para serem nomeados até 2017, o que contrariou o sindicato.


Procurada, a presidente do Sinetran, Daiane Renner, informou que a entidade ainda não foi notificada da decisão judicial desta sexta-feira.

Por: Do G1

Com renda abaixo de R$ 349, 1/3 da população de MT vive na pobreza

Cerca de 1/3 da população de Mato Grosso vive na pobreza, segundo números são do Ministério do Desenvolvimento Social de Combate à Fome, até agosto deste ano. Um total de 423 mil pessoas em situação de extrema pobreza se sustentam com R$ 77 por mês. Outras 613 mil têm renda mensal de R$ 349 e estão em situação de pobreza, como é o caso da diarista Alessandra Santos.

Ela está desempregada e conta que a única renda dela e dos oitos filhos vem do Bolsa Família, de R$ 259 por mês. Ela mora em um barraco com risco de cair, em Cuiabá, e recebe doações de alimentos. "Tenho medo do barraco que eu moro cair nos meus filhos", declarou.

Segundo a pesquisadora do curso de serviço social da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Vera Bertoline, a desigualdade social do estado se deve à atividade econômica. "É a pecuária, a agricultura, que se volta para a monocultura que não é geradora de empregos, mas gera renda para o dono da propriedade", disse.

A catadora de recicláveis do aterro de Cuiabá, Terezinha Ferreira Ramos, mora com o marido, dois filhos e quatro netos, com uma renda mensal que não passa de R$ 300. Ela diz que mesmo trabalhando o dia todo não consegue comprar nada em lojas ou em supermercado. "Não tem como comprar um eletrodoméstico ou algo para casa", afirmou.


Para tentar reduzir esse número, a prefeitura de Cuiabá informou que tem oferecido cursos de capacitação. "Também criamos um banco de dados onde as pessoas qualificadas ficam armazenadas e temos uma equipe de captação de vagas de emprego no mercado de Cuiabá", declarou.

Por: G1

sábado, 28 de novembro de 2015

Idosos têm direito a 50% de desconto em passagens excedentes em MT

Uma nova legislação estadual garante desconto de 50%, no mínimo, no valor das passagens que excederem as vagas gratuitas para os idosos no transporte coletivo rodoviário intermunicipal. A lei, já aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governo, é de autoria do deputado estadual Sebastião Resende.

O Procon destaca que o novo dispositivo acrescentado à Lei que trata da gratuidade de passagem aos idosos no Estado, fortalece a garantia do desconto, já previsto no Estatuto do Idoso para o transporte interestadual. O  órgão irá auxiliar a divulgar e a fiscalizar a nova lei.

O Procon solicitou à Ager, órgão regulador e fiscalizador do transporte intermunicipal, informações sobre as concessionárias e permissionárias prestadoras de serviço, a fim de constatar o cumprimento ou não da nova lei já vigente no estado de Mato Grosso.


O benefício garantido pelo dispositivo é válido para idosos com renda igual ou inferior a dois salários mínimos. A nova lei atende solicitação da Federação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Mato Grosso.

Por: MT Via Rádio

Sistemas da OI saem do ar e causam prejuízos em Vila Rica e região Norte Araguaia

A operadora OI que tem um histórico de deixar os clientes na mão em toda região Norte Araguaia, resolveu fazer a exclusividade de péssimos serviços aos clientes na cidade de Vila Rica, durante a tarde desta quinta-feira 26/11 até a manha desta sexta feira 27/11.

Nossa reportagem tentou contato através dos sistemas de sites da operadora, porem depois de muito passa-passa entre atendentes, conseguimos a informação que houve convergências no sistema fixo e  móvel no município.

Quando informado que estava sendo gravado pela reportagem do www.nortearaguaia.com.br o atendente da empresa não deu mais detalhes sobre o que possibilitou a falha, mas afirmou que as redes estão sendo gradualmente recuperadas e desligou.

Não é de hoje que a OI é uma das campeãs de reclamação do Procon de Mato Grosso, ela figura numa lista das empresas mais reclamadas pelos consumidores durante os últimos anos no estado.

Enquanto a empresa faz de conta que presta bons serviços “tão simples assim” a população da região sofre com desinformação, aliada a prejuízos morais e financeiros, outra empresa que causa constrangimentos diários na região e REDE CEMAT atualmente ENERGISA com constantes quedas e blecautes de energia elétrica, gerando enormes prejuízo para toda população.


Enquanto a população trabalha e sofre, políticos regionais, fazem de conta que sentam com as empresas e resolvem os problemas, porem a solução em definitivo nunca sai, e sem energia e telefone, investidores deixam a região para não sofrerem prejuízos, e assim o dilema do Vale dos Esquecidos continua.

Por: AMZ Noticias

150 autoescolas repudiam greve do Detran; classe manterá paralisação

Cerca de 150 proprietários de autoescolas da Baixada Cuiabana fizeram uma carta de repúdio aos servidores do Detran, que estão em greve desde segunda (23). O representante das autoescolas, Renato Lima, explica que a categoria prejudica não só os estabelecimentos, mas também os alunos que buscam fazer a prova prática e teórica.

Além disso, Renato ressalta que denunciou a greve considerada ilegal ao Ministério Público, OAB, e Procon, solicitando que intervenham na situação. “Se o Sinetran quer buscar algo legítimo, não pode fazê-lo através da greve que foi considerada ilegal”, constata ao Rdnews.

Neste ano, esta é a terceira greve da categoria. O Governo, por sua vez, comunicou que irá cortar os pontos dos servidores, e destaca que considera impossível atender a reivindicação dos mesmos, que exigem a convocação dos aprovados no último concurso. Inclusive sustenta que o Estado já atingiu o limite prudencial previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

O representante das autoescolas alega que o não atendimento do início ao fim no processo de tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) está parado. “Tem alunos que já fizeram aulas práticas e não conseguem fazer a prova. Ele (Sindicato) não cumpre nem os 30%. As portas do Detran estão fechadas”, enfatiza.

Com a greve, Renato revela que o faturamento das autoescolas caiu no mínino 50%. “Quando se fazia 100 matrículas, hoje são feitas apenas 44”, lamenta.

Outro lado

A presidente do Sinetran, Diana Renner, desconhece a carta de repúdio das autoescolas e, por isso, não irá se pronunciar. No entanto, reafirma que a greve continuará até que o Governo atenda a proposta da categoria.

Por: RD News

sábado, 21 de novembro de 2015

Mega-Sena sorteia R$ 170 milhões neste sábado, maior valor da história

O sorteio do concurso 1.763 da Mega-Sena, que será realizado neste sábado (21), poderá pagar o prêmio de R$ 170 milhões para quem acertar as seis dezenas.

Segundo a Caixa Econômica Federal (CEF), além de ser o maior prêmio sorteado em 2015, esse também é o maior prêmio da história da modalidade, excluindo os da Mega da Virada.

O sorteio será realizado a partir das 20h (horário de Brasília), em Santo Anastásio (SP).
De acordo com a Caixa, se um apostador levar o prêmio sozinho e aplicá-lo integralmente na poupança, receberá mais de R$ 1,15 milhão por mês em rendimentos. Caso prefira, poderá adquirir 32 mansões e uma frota de 40 carros de luxo. Ou, então, o novo milionário também poderá adquirir 30 iates de luxo.

Para apostar

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.


Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.


Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Do G1, em São Paulo

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Assentados participam do I Intercâmbio de Agricultores do Casadão e Oficina de Agrofloresta

“Natureza, Beleza, Alimento na Mesa e Alegria no Coração – é o Casadão”. Esse é o lema do Casadão, identificado como uma filosofia de vida, que une conservação ambiental, produção sustentável, geração de renda e coletividade. Casadão, também chamado de Agrofloresta, é um sistema de produção com diversidade de espécies florestais. Além de árvores florestais, para produzir madeira, frutas, sementes e outros produtos, a mesma área pode abrigar a criação de animais e agricultura, como adubação verde e mandioca, por exemplo.

Com objetivo de fortalecer as iniciativas socioambientais, esse sistema foi apresentado para comunidades rurais, como o Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Bordolândia de Serra Nova Dourada, durante o I Intercâmbio de Agricultores/as do Casadão e Oficina de Agrofloresta. O intercâmbio aconteceu entre os dias 23 e 25 de outubro em Porto Alegre do Norte e no Projeto de Assentamento (PA) Manah em Canabrava do Norte. Foi organizado pela Associação Terra Viva (ATV) em parceria com a Comissão Pastoral da Terra (CPT) e colaboração do Instituto Socioambiental (ISA) e da Associação de Educação e Assistência Social Nossa Senhora da Assunção (Ansa).

No dia 23 de outubro, os participantes visitaram a área de Casadão na propriedade do senhor Valdo; a Casa de Sementes de Porto Alegre do Norte (pertencente à Rede de Sementes do Xingu); uma área de restauração implantada no Município; e assistiram a vídeos de Agrofloresta.

Em continuidade, no dia seguinte eles visitaram a área de Casadão na propriedade do senhor Placides. “Todos os participantes ficaram muito surpreendidos em saber que antigamente a área era toda de pastagem e atualmente se tornou uma ‘floresta’, que fornece vários recursos, como frutos, sementes, entre outros”, disse o técnico do Instituto Socioambiental (ISA), Guilherme Henrique Pompiano do Carmo.

Nos dias 24 e 25, foi realizada uma Oficina de Agrofloresta com o técnico do ISA Oswaldo Souza. “Foi uma oficina muito interessante pelo fato da interação que ocorreu com os participantes, pois todos tiveram a oportunidade de também apresentar as técnicas que praticam em suas propriedades”, complementou Guilherme.

Durante a programação também foram visitadas as áreas de Casadão nas propriedades dos senhores João Bonde e Acrísio. Este último mostrou sua propriedade e as sementes que coleta para a Rede de Sementes do Xingu.

As práticas de conservação ambiental são premissas para que as comunidades consigam permanecer na terra com condições dignas e saudáveis. Através do I Intercâmbio de Agricultores/as do Casadão e Oficina de Agrofloresta, os agricultores familiares trocaram experiências, saberes e alegrias.

Rafael Govari – ISA
Apesar da liminar judicial que considerou a greve como ilegal, estabelecendo multa de 100 mil reais dia, recurso usado pelo Governo do Estado para tentar não cumprir com a pauta de reivindicações, os servidores decidiram manter a greve.

“Nossa mobilização é nosso direito de lutar por nossas pautas e essa decisão é uma maneira de tentar coagir a categoria e não negociar. Essa não é a primeira vez e a categoria decidiu não recuar”, afirmou Daiane Renner, presidente do Sindicato dos Servidores do Detran-MT (Sinetran-MT).

O Sinetran foi notificado nesta terça-feira(3) por volta das 16 horas, então realizou Assembléia Geral da categoria nesta quarta-feira(4), que decidiu manter a greve até o atendimento da pauta. “Não vamos ceder a essa pressão, a greve será finalizada com negociação. Estamos aguardando desde o dia 28 uma resposta à contraproposta protocolada pela categoria e recebida em mãos pelo Secretário-Chefe da Casa Civil. Nós sabemos o que sofremos na pele por não ter pessoal em número suficiente para atender a demanda do Detran em todo o Estado, sabemos a necessidade de termos mais servidores atendendo. E os 489 não são ainda o suficiente para completar o quadro necessário para dar um atendimento digno para a população, o que está sendo reivindicado é o mínimo para amenizar a situação”, comenta Daiane.

Na última quinta-feira(29), o Sinetran apresentou uma contraproposta ao Governo reivindicando que 70% do aprovados sejam nomeados ainda em 2015 e o restante em junho de 2016, contrapondo a proposta do Governo que era de chamar apenas 30 aprovados em novembro, 20 em 2016, 30 em 2017 e o restante em 2018, com várias condicionantes. “Vamos continuar firmes em nossa luta”, frisa Daiane.

Roberta de Cássia
Assessoria

Polícia Civil cumpre ordens judiciais e afasta presidente da Câmara dos Vereadores em Primavera do Leste

A Polícia Judiciária Civil cumpriu, na manhã desta quarta-feira (04.11), mandados de busca e de afastamento do presidente da Câmara de Vereadores, do município de Primavera do Leste (231 km ao Sul da capital). A ação é desdobramento da operação “Karcharias”, deflagrada pela Delegacia de Polícia da cidade para combater crimes contra a administração pública.

O presidente da Câmara de Vereadores, Josafá Martins Barbosa, teve a ordem cumprida dentro do Legislativo. Na sala da assessoria do presidente, os policiais apreenderam  documentos e realizaram a checagem de 17 aparelhos de computadores. 

O terceiro mandado é de prisão preventiva em desfavor do servidor Lorivan Rodrigues da Costa. A ordem ainda não foi cumprida, pois o suspeito não foi localizado no local de trabalho e nem na residência. A defesa do servidor Lorivan, entrou em contado com a Delegacia de Polícia e informou que o suspeito irá se apresentar na unidade policial às 15 horas desta quarta-feira (04), para cumprimento da ordem judicial.   

As investigações da Polícia Civil apontam irregularidades na aquisição de mercadoria, e estão concentradas no setor de compras e licitação da Casa Legislativa do município.

Conforme apurado, um dos crimes praticado foi a aquisição de dezessete computadores, que a Câmara Municipal pagou por um tipo de configuração, porém os aparelhos foram entregues com outra configuração, muito inferior ao do valor comprado e constando na nota fiscal da mercadoria.

Outro esquema descoberto pela Delegacia de Polícia trata-se da compra de câmeras de vigilância. Nas investigações, a Polícia Civil apurou que orçamentos falsificados foram confeccionados e direcionados para a empresa de interesse dos envolvidos, agindo sempre na aquisição de produtos com qualidade inferior do que foi pago pela Câmara Municipal de Primavera do Leste.

Os mandados judiciais foram cumpridos pela equipe de policiais civis, coordenados pelos delegados de polícia, Adriano Marcos Alencar, e Raphael Sittel Fossari, que conduzem as investigações.


As ordens judiciais foram decretadas pela Vara Única da Comarca de Primavera do Leste.

Assessoria