terça-feira, 31 de julho de 2012

Maioria dos eleitores de MT é formada por solteiros


A maioria dos eleitores de Mato Grosso é formada por solteiros, somando 63,71% do total. Apenas 32,3% se declararam casados. Os que se declararam separados judicialmente são minoria, somando 0,99% do total. Outros 1,5% disseram ser divorciados.

Além dos solteiros, o eleitorado de Mato Grosso, em sua maioria, é formada por jovens. Os eleitores que tem entre 16 e 44 anos somam 60,91% do total. O maior número de eleitores se concentra na faixa etária entre 25 e 34 anos, representando 24,91% da totalidade. De 18 a 20 anos são 6,7% do eleitorado e os que tem entre 16 e 17 anos e vão votar pela primeira vez somam 2,3%. Ou seja, 33,91% do eleitorado, ou um terço, tem entre 16 e 34 anos.

Somados os eleitores que tem entre 35 e 44 anos, que representam 21% do total, teremos quase 70% do eleitorado. Os que tem entre 45 e 59 anos representam 22,4% do total.

Quanto ao gênero, a maioria dos eleitores continua sendo formada por homens, embora a diferença seja mínima em relação ao eleitorado feminino. A proporção é de 50,48% de homens e 49,47% de mulheres.

Só Notícias com assessoria

Lei proíbe venda de bebidas alcoólicas a menor em MT e multa de R$ 26 mil


O governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), sancionou a Lei 9.791 que proíbe a venda, oferta, fornecimento e a entrega de bebida alcoólica a menor de 18 anos, e também o consumo desse tipo de produto pelos adolescentes nos estabelecimentos comerciais do estado. O descumprimento da lei pode resultar em multa, na interdição do estabelecimento que reincidir na infração ou até na cassação do registro do comércio na Secretaria de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz).

A multa pode variar de 20 a 500 UPFs (Unidades Padrão Fiscal de Mato Grosso). De acordo com a secretaria, cada UPF vale na atualidade R$ 52,28. Ou seja, a multa pode variar de R$ 1.045, para infração leve, a R$ 26.140 mil para grave. Os recursos oriundos das multas serão destinados ao Fundo Estadual para Infância e Adolescência (FIA).

A lei foi publicada no Diário Oficial do Estado que circula nesta segunda-feira (30) em Mato Grosso. Segundo o texto da lei, os empresários devem afixar avisos com a proibição nos bares. Além disso, os comerciantes devem zelar para que menores não consumam bebidas alcoólicas nas dependências dos bares, que devem exigir documento de identidade na hora da compra.

O texto da lei estadual também deixa claro que no caso em que houver falsificação dos documentos apresentados pelos menores não haverá responsabilidade dos empresários e responsáveis pelos estabelecimentos comerciais.

Nos estabelecimentos que operam no sistema de autosserviço, tais como supermercados, lojas de conveniência, padarias e similares, o aviso deverá ser fixado próximo de estantes ou de refrigeradores, conforme estabelece a lei de autoria do deputado José Riva (PSD).

Só em caso de descumprimento da interdição, de acordo com a lei, é que a Sefaz deverá proceder à instauração de processo para cassação da eficácia da inscrição do fornecedor infrator no cadastro de contribuintes do ICMS. A lei deve entrar em vigor em 30 dias.

Do G1 MT

Fiscalização do Indea volta a encontrar ‘‘soja ilegal‘‘ em Mato Grosso


Água Boa - Técnicos do Indea voltaram a localizar incidência da soja guaxá em propriedades rurais na região de Água Boa, no Leste de Mato Grosso. A área é a mesma em que foi plantada soja no último ciclo. As sementes brotaram depois da colheita recente. Segundo o agrônomo do Indea, Albino Pfeiffer Neto, o produtor que não eliminou a soja guaxa vai ser autuado.

Os técnicos estão fiscalizando as lavouras com o objetivo é verificar se os plantadores eliminaram as sojas guaxas.  Está em vigor no estado, o chamado vazio sanitário para a soja, com o objetivo de quebrar o ciclo da ferrugem asiática que ataca essa planta. 

Somente na última safra em Mato Grosso - estado que mais produz oleaginosa no Brasil - a ferrugem reduziu os ganhos no campo em produção e produtividade. O ciclo anteriormente projetado em 22 milhões de toneladas na safra 2011/12 encerrou em 21,3 milhões de toneladas, segundo a Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado (Aprosoja). Baixa especialmente vinculada à doença.

Segundo o agrônomo do Indea, Albino Pfeiffer Neto, o produtor será multado em 20 UPF’s, cerca de R$ 1.150,00, mais duas UPF’s por hectare, outros R$ 112,00 por hectare. As áreas afetadas serão medidas pelos técnicos do Indea, e cada produtor será responsabilizado. 

Em 2011, 2.813 propriedades foram fiscalizadas durante o intervalo. Ao todo, 331 foram notificadas pela existência das plantas involuntárias e outras 40 multadas pela não eliminação.

Os riscos associados à soja guaxa devem-se ao fato de as plantas hospedarem o fungo Phakopsora pachyrhizi. A soja é atualmente o principal item comercial do agronegócio matogrossense. Em 2011/12 pelo menos 88 focos da doença foram contabilizados por meio do Consórcio Antiferrugem da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Em Mato Grosso até o vazio sanitário segue até 15 de setembro. Mesmo período também para Rondônia, Mato Grosso do Sul e Paraná, segundo a Embrapa.

Por: Inácio Roberto / Interativa

la Rica-MT: Suspeito confessa que matou e enterrou jovem que estava desaparecido


A Polícia Judiciária Civil de Vila Rica, coordenada pelo Delegado Welber Batista Franco, ouviu na tarde de 27/07, por volta das 15 horas, Leandro Ferreira Augusto, suspeito de ter enterrado a moto do jovem Pedro Rocha Neto, 28 anos, que estava desaparecido desde o dia 12 de julho. Além de ter confessado que havia enterrado a motocicleta, uma BROS, confessou também que tinha matado e enterrado as margens de um córrego no lote 10 no município de Santa Terezinha, a 80 quilômetros de Vila Rica, o corpo de Pedro.

A equipe da PJC se deslocou-se na tarde de sexta-feira(27) até o local onde estava enterrado o corpo. Segundo informações do serviço funerário, a equipe teve muito trabalho para desenterrar o cadáver, o local é bastante úmido. O corpo de Pedro foi levado para o IML de Confresa para perícia médica e posteriormente transladado para o município de Conceição do Araguaia-PA, onde moram seus familiares.

O jovem Pedro Rocha Neto trabalhava em uma propriedade próxima, a Fazenda Madre de Deus, no lote 10, no município de Santa Terezinha. Na quarta (25/07), sua moto, uma BROS vermelha, foi encontrada enterrada próxima a Madre de Deus.

A Polícia Judiciária Civil prendeu no dia 23 de julho, Leandro Ferreira Augusto, suspeito de ter enterrado a moto e de ter desaparecido com Pedro. Leandro foi preso na sede da Fazenda Madre de Deus, com ele foram apreendidas duas armas de fogo, um revolver e uma espingarda. Ferreira foi visto dias antes bebendo com a vítima, no Bar do Tião Galinha, próximo a sede da Fazenda. 

Por: Radcom Eldorado FM/Robson Garcia