TAPIRAPE FM

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Economia em baixa e falta de recursos para a gestão preocupam Taques

Sabedor das contas desfavoráveis da máquina pública de Mato Grosso, com dívidas até 2013 de R$ 5,6 bilhões, o governador eleito Pedro Taques (PDT) visitou deputados na Assembleia Legislativa para tratar de tema econômico, principalmente. 
 Uma das preocupações de Taques são ajustes no orçamento de 2015 pela sua equipe, que ainda deve ser votado pelos deputados. O governador preocupa-se em “dar continuidade aos serviços públicos”, em especial em áreas como saúde, educação, segurança pública, setores de forte demanda.  
O deputado Zeca Viana reafirmou que, para ajustar a estrutura pesada do governo Taques, fará cortes de custos no início da sua gestão, como já anunciado.  
“Conversamos sobre as futuras alterações que vai haver no governo. Os cortes que têm que haver, são necessários fazer cortes profundos. E é agora no início. Esse entendimento que ele veio buscar o apoio”, destaca Zeca. Segundo o parlamentar, só em pagamento de folha de pessoal são R$ 7 bilhões ano.  
O governador eleito afirma que sua equipe técnica “analisa e conversará com a equipe técnica da Assembleia Legislativa” sobre ajustes. No seu governo, Taques começa a pagar empréstimos das obras questionáveis da Copa do Mundo da gestão Silval Barbosa (PMDB).  
“Mato Grosso, o Brasil, a economia internacional não terá assim um ano maravilhoso. E esse entendimento terá que ser refletido nos projetos orçamentários, que não podem ser peças de ficção e esses projetos têm que ser adaptados”, cobrou Taques.  

A dívida consolidada líquida do governo aumentou em R$ 1,1 bilhão entre 2012 e 2013, segundo balanço das contas anuais do governo fiscalizadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT). Era R$ 4,536 bilhões e foi para R$ 5,656 bilhões. 

Por: 24 Horas News

Após 76 dias, estudantes de medicina decidem encerrar greve na Unemat

Os estudantes de medicina da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), campus de Cáceres, município distante 220 km de Cuiabá, encerraram nesta segunda-feira (27) a greve que durou 76 dias. O movimento chegou ao fim após a convocação enviada pela reitoria da universidade exigindo o retorno às aulas a partir desta terça-feira (28).

A paralisação teve início em 13 de agosto como uma forma de protesto contra a falta de estrutura do curso. Dentre as reivindicações estão melhorias na qualificação dos professores, aquisição de livros para a biblioteca da unidade e de peças anatômicas para estudos, além da apresentação de um projeto pedagógico completo. Os estudantes reclamam que as reivindicações não foram atendidas, mas avaliam que "o fim da greve não implica no fim da busca por melhor qualidade de ensino", conforme consta de uma nota publicada pelos alunos.

A universidade, no entanto, explica que a retomada das aulas é em consequência de uma sessão de conciliação e mediação firmado entre a reitoria, acadêmicos e representantes do Sindicato dos Médicos do Estado de Mato Grosso com relação às reivindicações dos alunos e às medidas tomadas pela gestão da Unemat após essa sessão.

Durante o período de greve, os estudantes participaram de reuniões com a reitoria, com deputados estaduais, com o governador Silval Barbosa (PMDB) e com o governador eleito Pedro Taques (PDT). Entre os dias 12 e 15 de setembro foi realizada uma audiência de conciliação no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania, no Fórum de Cáceres, onde a Unemat garante que atendeu as reivindicação dos estudantes.

Segundo a  Unemat, após uma deliberação coletiva com professores, reitoria e coordenação do curso ficou decidido que as atividades acadêmicas devem ser retomadas nesta terça-feira. A instituição enviou um e-mail para os alunos informando da volta às aulas e também sobre o calendário de reposição.

Por conta da greve, a coordenação do curso de medicina elaborou o calendário onde prevê que as reposições das aulas deverão ser concluídas até o dia 7 de abril de 2015, sem prejuízo de conteúdo. Também haverá período de recesso e férias entre os dias 22 de dezembro deste ano até o dia 2 de fevereiro de 2015.


O curso de medicina na Unemat, campus de Cáceres, foi criado no ano de 2012 e, segundo os alunos, os problemas de falta de estrutura vêm desde a criação da graduação. Atualmente o curso conta com cinco turmas e cerca de 140 alunos.

Por:  Do G1 MT

Quase 500 motoristas tiveram a CNH suspensa neste ano em Cuiabá

Quase 500 motoristas tiveram a Carteira de Habilitação suspensa neste ano, em Cuiabá, por dirigirem alcoolizados. De acordo com o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar da capital mato-grossense, o número de ocorrências aumentou neste ano em comparação ao ano passado. Foram 571 motoristas flagrados dirigindo embriagados em 2013, enquanto que nos primeiros nove meses de 2014, esse número subiu para 682 casos.

Ainda segundo o Batalhão de Trânsito, não existe um perfil definido do motorista que dirige sob efeito de álcool e apesar do aumento das ocorrências, quase não existe reincidência, pois as punições têm sido mais severas. Conforme o Código Brasileiro de Trânsito (CBT), dirigir alcoolizado é considerado infração é gravíssima. O condutor perde sete pontos da carteira e ainda é multado no valor de R$ 1.915,40. Além disso, a habilitação pode ser suspensa por 12 meses.
“Por mais que ainda existam pessoas que tenham sido conduzidas, presas e notificadas por isso, temos percebido o impacto que isso tem levado a nossa sociedade e isso de maneira positiva”, comenta o tenente do Batalhão de Trânsito, Diego Gindane. Segundo ele, as operações e abordagens podem ser realizadas a qualquer hora do dia, mas as infrações costumam ocorrer principalmente nos fins de semana e no período da noite.

 Para a arquiteta Letícia Oliveira, os condutores flagrados nessa situação devem ser punidos para não voltarem a cometer a infração novamente. “Precisa de mais educação, respeito, uma punição maior e acho que vale o ditado, quando mexe no bolso, acho que as pessoas têm mais consciência”, comenta.

Por: Do G1 MT

sábado, 25 de outubro de 2014

Segundo turno em Mato Grosso também será sem Lei Seca

Nas eleições do segundo turno deste ano, Mato Grosso não terá a chamada Lei Seca no próximo domingo (26). Dessa forma, fica liberada a venda e o consumo de bebidas alcoólicas nessa data. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) informou que a decisão de não proibir a venda de bebida foi tomada em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (Sesp) e não será publicada portaria estabelecendo os horários de comercialização ou proibição.

Segundo o TRE-MT, apesar da regra geral, cada juiz eleitoral poderá solicitar a instituição da ação proibitiva. Cada um dos responsáveis pelas 60 zonas do estado pode solicitar, em caráter excepcional, a instituição da Lei Seca por meio de portaria e o documento será expedido para o Tribunal.
Por: MT Via Rádio

Prefeitura de Vila Rica adia feriado do Dia do Servidor para sexta-feira, 31

O Prefeito Municipal de Vila Rica, Luciano Alencar, adiou as solenidades alusivas ao feriado do Dia do Servidor Público, 28 de outubro, para o dia 31 de outubro, sexta-feira, o decreto assinado pelo Prefeito foi publicado no último dia 20.
Segundo o Decreto nº 083/2014, “Fica transferida a data para a comemoração em alusão ao “Dia do Servidor Público comemorado anualmente no dia 28 de outubro, para o dia 31 de outubro de 2014”. O mesmo decreto ressalva que a determinação não se aplica “às unidades e serviços considerados essenciais, que por sua natureza não possam ser paralisados ou interrompido”.
Os servidores que prestarem serviço nesta data terão o direito à folga, a ser combinada, com o Secretário/a da pasta.
Por: Eldorado.fm

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Homem sofre parada cardíaca e morre durante meia maratona em MS

Foto: Hélder Rafael/GloboEsporte.com
Um homem de 30 anos sofreu um parada cardiorrespiratória fulminante e morreu durante a prova dos 21 quilômetros da meia maratona Volta das Nações, em Campo Grande, na manhã deste domingo (12).
A vítima, Juliano Batista, veio junto com o irmão, Reinaldo Francisco da Silva, de Várzea Grande, em Mato Grosso, para participar da corrida de rua. Ele estava descendo a avenida Hiroshima, a pouco mais de um quilômetro da linha de chegada da prova, quando sofreu a parada cardiorrespiratória.


Assim que começou a passar mal, a organização acionou a ambulância do evento, que prestou os primeiros atendimentos, sendo o trabalho em seguida realizado pelo Corpo de Bombeiros e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O homem chegou a ser entubado durante a tentativa de reanimação, mas ele não resistiu e morreu no local.
O irmão da vitima, também atleta, chegou ao local logo depois de Batista começar a passar mal. Ele ficou muito abalado com a morte.

Organização

A organização da prova divulgou no fim da manhã deste domingo uma nota oficial sobre o ocorrido,  onde lamenta a morte do maratonista, aponta que ele recebeu atendimento imediato e que vai prestar toda a assistência à família do atleta.



Confira a íntegra da nota

O Sesi e a TV Morena lamentam a fatalidade ocorrida na data de hoje (12/10) durante a Meia-Maratona Internacional do Pantanal Volta das Nações, quando o participante da prova de 21 km, Juliano Batista, 30 anos, de Várzea Grande (MT), sofreu uma parada cardiorrespiratória e veio a óbito quando percorria o trecho da Avenida Hiroshima, próximo ao cruzamento com a Avenida Mato Grosso. A organização informa que o participante foi imediatamente atendido por três ambulâncias e ressalta que a garantia de assistência médica sempre foi prioridade desde a primeira edição da prova em 2009. A organização tomou as devidas providências e continuará prestando o apoio necessário à família em decorrência desta fatalidade.

Do G1 MS

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

17h09Produtor colheu mandioca de 17 kg cultivada em sua propriedade em Vila Rica

Um pecuarista de Vila Rica colheu uma mandioca que impressionou o produtor rural pelo seu tamanho, a raiz media um pouco mais de meio metro.
A raiz foi cultivada na Fazenda Quatro Patas localizada a 7 km da sede da cidade, o proprietário João Rodrigues de Souza popularmente conhecido como Joãozinho procurou a reportagem da Rádio Comunitária Eldorado FM, impressionado com a raiz que pesava 17 kg.
MANDIOCA

O cultivo da mandioca é de grande relevância econômica como principal fonte de carboidratos para milhões de pessoas, essencialmente nos países em desenvolvimento. O Brasil possui aproximadamente dois milhões de hectares é um dos maiores produtores mundiais, com produção 23 milhões de toneladas de raízes frescas de mandioca.
Por: Eldorado.fm

Moradores do Projeto Assentamento Bridão cansaram da morosidade do Incra

Após a ocupação da sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no município de Confresa – MT, pelos moradores do Projeto Assentamento Bridão Brasileiro, o executor do Incra aceitou reunião com os moradores e se comprometeu em executar ações previstas em ata.

Entre as quais se destacam:

1) O INCRA por sua unidade avançada, se compromete a notificar as pessoas que estiverem ocupando lotes de forma irregular dentro do P.A.  Bridão Brasileiro, para que possam vir até a Unidade num prazo de 10 dias, a fim de prestarem esclarecimentos;

2)  Ao mesmo tempo, a Unidade deverá promover a regularização dos assentados que já estão em situação regular, conforme a última vistoria feita pelos técnicos do INCRA;

3) Fica firmado o compromisso de ser deslocada uma equipe do SIPRA do INCRA, de Cuiabá para Confresa, no dia 13 de outubro de 2014 com o objetivo de promover os atos necessários para regularização.
Após esta reunião, os assentados desocuparam a sede do Incra e aguardam a realização das medidas acordadas. E de antemão, afirmam, que se o Incra não cumprir o acordo as manifestações devem continuar.

Histórico

O imóvel denominado Fazenda Bridão Brasileiro, com área registrada de 19.720,0000 há (Dezenove mil setecentos e vinte hectares) e área encontrada de 18.656,5771 há (Dezoito mil, seiscentos e cinqüenta e seis hectares e cinqüenta e sete ares e setenta e um centiares), localizado no Município de Vila Rica e Confresa, no Estado do Mato Grosso, foi desapropriada para fins de Reforma Agrária, pelo Decreto de 13 de Dezembro de 2.006, publicada no DOU de 14/12/2006, Carta Precatória nº 219/2006 SPA, cuja imissão de posse se deu em 31 de maio de 2.007. Desde então, os beneficiários da Reforma Agrária aguardam a regularização de suas terras.

Em portaria de Nº 35 publicada no Diário Oficial da União em 10 de agosto de 2007, previa a criação de 400 unidades agrícolas familiares:

Art. 1º Aprovar a proposta de destinação, para assentamento de agricultores, do imóvel Rural denominado Fazenda BRIDÃO BRASILEIRO, que prevê a criação de 400 (Quatrocentas) unidades agrícolas familiares.

Art. 2º Criar o Projeto de Assentamento BRIDÃO BRASILEIRO, Código do SIPRA MT. 0815000 a ser implantado e desenvolvido por esta Superintendência Regional, em articulação com a Superintendência Nacional do Desenvolvimento Agrário.

Desde então, as famílias assestadas aguardam a regularização dos seus lotes.
A Comissão Pastoral da Terra (CPT-MT) tem acompanhado este processo e apóia a manifestação pelo ato legitimo de reivindicação de direitos garantidos. São sete anos desde a desapropriação da fazenda e, até agora, nada foi feito para regularização das famílias. Infelizmente a Reforma Agrária no país não é prioridade.

Reforma agrária

Como conceito geral a reforma agrária tem por objetivo proporcionar a redistribuição das propriedades rurais, ou seja, efetuar a distribuição da terra para a realização de sua função social. No Brasil, especificamente, ela deve atuar com intuito de reparar séculos de uma distribuição fundiária injusta, que perdurou até os dias de hoje, causando uma disparidade muito grande entre detentores de grandes porções de terras (latifundiários) e pessoas que se quer têm onde morar e produzir.


Após a União desapropriar as terras consideradas improdutivas o Incra, distribui e loteia estas terras às famílias assentadas e, oferece acompanhamento e assistência à estas famílias, para que tenham condições de produzir nestas terras.
Por: Axa

Banco do Brasil anuncia que irá contratar mil funcionários em 2014 e mais mil em 2015

O Banco do Brasil anunciou que irá contratar mil funcionários ainda este ano, até 31 de dezembro, e mais mil até o final de 2015, o que gera expectativas para aqueles que aguardam novos processos seletivos para a instituição.
O anúncio veio em forma de proposta apresentada pelo Banco em rodada de negociações da Federação Nacional de Bancos (Fenaban) ao Comando Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).
As negociações visavam entendimento entre as instituições e a categoria para colocar fim à greve iniciada em algumas regiões do país na última semana.

Dentre as propostas apresentadas pelo Banco do Brasil à categoria, inclui-se o compromisso de 2 mil novos funcionários até 31 de dezembro de 2015, também o reajuste de 9% do piso salarial.
Por: Olhar Direto