quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Blocos de Confresa doam premiação para casa de abrigo “Cantinho da Esperança” em Porto Alegre do Norte

A entrega dos R$ 7.500,00 foi feita na última sexta-feira 24/02 no gabinete da prefeitura municipal de Confresa e reuniu os representantes dos blocos, “Ai se eu te pego” e “ Os brasas Acesas”, organização do Carnaconfresa, Conselho Tutelar e os representantes doa abrigo de crianças e adolescentes ‘’ Cantinho da Esperança ‘’ em Porto Alegre do Norte.
A decisão de doar o valor da premiação da disputa do Carnaconfresa foi tomada no último dia 18/02 em uma reunião entre os representantes dos blocos carnavalescos e o prefeito municipal de Confresa, Gaspar Lazzari, conforme orientação da Juíza da vara da infância e juventude da Comarca de Porto Alegre do Norte Cristiane Padim e do Promotor de Justiça Leonardo Moraes.
Na reunião dos blocos, “Ai se eu te pego ‘’, “Trilokos’’ e” D’Boche” desistiram da disputa pela premiação, em virtude do grande número de menores de idades dos blocos, “Os Brasas Aceso’’ permaneceram na disputa uma vez que não havia nenhum menor de idade no bloco.
Todos os blocos então decidiram doar o valor de R$ 7. 500,00 para o abrigo da cidade de Porto Alegre do Norte, “Cantinho da Esperança” que atende jovens necessitados.
O dinheiro foi entregue para a Presidente do Conselho que administra o abrigo, Beatriz Cardoso, que disse ao Agência da Notícia, que o valor será de estrema importância para a realização de melhorias, entre elas aumentar a altura do muro da instituição.
O abrigo “Cantinho da Esperança” atende hoje cerca de 12 crianças, e se mantém através de repasses da cidade de jurisdição da comarca de Porto Alegre do Norte além de doações da sociedade.

Fonte:Agência da Notícia com Uasley Werneck

Estudantes Indígenas da Aldeia Urubu Branco concluem o magistério

Indígenas de etnia Tapirapé da Aldeia Urubu Branco á 120 km de Confresa concluíram o magistério e realizaram formatura. A etnia Tapirapé é composta com cerca de 300 índios, destes 60 estudantes do curso de magistério receberam certificados no último dia (25-02).

Na solenidade os indígenas receberam os certificados de conclusão do magistério que permite atuarem na docência de Educação Infantil e no Primeiro Segmento do Ensino Fundamental em escola da própria Aldeia.

Além da formatura houve apresentações culturais da etnia Tapirapé. No evento estiveram presentes autoridades dos municípios de Porto Alegre do Norte, Santa Terezinha e Confresa.

“Os formandos tiveram professores de varias universidades do país que ministraram as aulas do curso, que significa uma educação de qualidade para os novos alunos da aldeia e com identidade cultural da etnia”, disse o Diretor da Escola indígena da Aldeia, Élber Tapirapé ao Portal Agência da Noticia.

O Cacique geral Carlos Tapirapé afirmou estar feliz com a formação dos professores e lembrou da história de seu povo que quase foi extinto no passado porém já se recuperou.

Em reunião realizada por volta das 20hs os líderes indígenas agradeceram ao executivo de Confresa presente pelas parcerias realizadas com as prefeituras de Porto Alegre do Norte e Santa Terezinha que sempre apoiaram os eventos realizados na Aldeia Urubu Branco.

Fonte:Agência da Notícia/Redação

Cerca de 90% dos municípios de MT não pagam piso aos professores

Cerca de 90% dos municípios de Mato Grosso pagam aos professores da rede pública salários abaixo do estabelecido pela Lei do Piso Nacional do Magistério. O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) aponta que a prática é corriqueira entre os gestores, que chegam a estabelecer rendimentos abaixo de um salário mínimo, citando como exemplo a cidade de Castanheira, onde um professor recebe ao mês R$ 465 por 30 horas semanais. Estas cidades, de acordo com o Ministério da Educação (MEC), que ainda não reajustaram o piso de 2012, deverão pagar os valores devidos aos professores retroativos a janeiro.

Pela lei, o professor em início de carreira deveria receber R$ 1.187, por até 40 horas semanais, conforme valor vigente em 2011. Prestes a ser reajustado em 21%, o salário deve subir para R$ 1.430, conforme estimativa do MEC.

O presidente do Sintep-MT, Gilmar Ferreira, afirma que a média paga aos professores fica em torno de R$ 700 a R$ 800. Ele destaca que pela legislação aprovada em 2008, todo professor deve receber no valor mínimo o piso. Além disso, o reajuste anual deveria ocorrer em janeiro, o que nunca é respeitado.

Conforme o MEC, prefeituras de todo o Brasil não fazem a correção obrigatória dentro do prazo determinado, alegando aguardar o anúncio nacional do índice de reajuste para iniciar o pagamento corrigido.

No entendimento do sindicalista, o comportamento nacional reflete o desrespeito à educação de um modo geral. Ferreira destaca que o cálculo do MEC já é apresentado com defasagem e ainda assim os professores não conseguem nem mesmo receber o mínimo preconizado.

O presidente denuncia ainda que gestores de boa parte das prefeituras de Mato Grosso usam artifícios para mascarar os valores pagos e enganar a população. ”O piso é estabelecido para pagamento de professores em início de carreira. Porém, as prefeituras costumam pagar o valor para educadores que têm nível superior, quando na realidade essa categoria deveria receber o piso, acrescido de 50% do valor”.

Outro lado - O secretário municipal de Educação de Castanheira, Amin Ajul de Barros Filho, afirma que desde o final do ano passado os professores recebem salário mensal de R$ 620 por 25 horas semanais. Comenta ainda que o novo reajuste entre 20% e 30% será feito ainda em 2012.

O quadro de funcionários da cidade conta com 35 professores concursados e 34 interinos para atender cerca de 800 alunos. Outros 37 educadores, que passaram no concurso realizado recente, devem ser chamados ainda este ano para ocupar as vagas.

O secretário aponta que o salário é pago de acordo com a verba disponibilizado ao município, que tem vários problemas financeiros.

A Gazeta

Confresa: Trabalhador rural é assassinado com quatro tiros no Bridão Brasileiro

João Ribeiro de França de 55 anos foi assassinado nesta segunda-feira (27-02) com quatro tiros, o fato aconteceu em um sitio da região do Projeto de Assentamento Bridão Brasileiro onde o trabalhador rural prestava serviços há 03 meses.
O proprietário do sítio seu Alvanor Borges contou aos policiais que ao chegar na manhã de segunda para começar os trabalhos encontrou o companheiro morto na casa onde ele morava, segundo ele João era uma pessoa tranquila e trabalhadora não sabe o que teriam levado a ter uma morte tão brutal, a vítima levou quatro tiros sendo um de 12 no peito e outros três de revólver que atingiram a boca, o olho esquerdo e o rosto.

A Polícia Civil se deslocou até o local onde colheu informações para começar os trabalhos de investigação, um fato que poderá dificultar as investigações é que no dia do assassinato chovia e ninguém ouviu nada, a polícia trabalha com a hipótese de crime encomendado, João era separado e a família reside na cidade de Vila Rica.

Fonte:Agência da Notícia/Redação

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Vereador morre em acidente de carro na região do Araguaia

O vereador de Nova Mutum, Eurico Aparecido da Silva (PSDC), 65 anos, faleceu, por volta das 18h30, de domingo(26), após sofrer um acidente de carro na MT-242, a cerca de 17 quilômetros de Alto Boa Vista, região do Norte Araguaia de Mato Grosso. De acordo com a Polícia Militar, a caminhonete em que o vereador seguia capotou quando trafegava no sentido São Félix do Araguaia.

Além de Eurico, estava no veículo o representante comercial Roanildo Andrei Pereira, 33 anos, conhecido como “Pará”, que foi encaminhado ao Hospital Regional de São Félix do Araguaia com uma fratura na clavícula e escoriações pelo corpo. Este não corre risco de morte.

O corpo do vereador deve ser transladado, até Nova Mutum, de avião e será velado na Câmara Municipal do município.

Eurico Aparecido da Silva era conhecido por seu tom polêmico e estava em seu segundo pleito. Este foi eleito em 2000 e 2008 para os mandatos municipais e concorreu ao cargo de deputado estadual em 2010, quando recebeu 3.515 votos, ficando como suplente.

Grupo Arinos

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Aposta de Cuiabá acerta dezenas da Mega-Sena deste sábado


Uma única aposta acertou as seis dezenas do concurso 1.366 da Mega-Sena, sorteadas na noite deste sábado (25), em Capão da Canoa (RS). A Caixa Econômica Federal (CEF) informou em seu site que a aposta ganhadora, feita em Cuiabá (MT), tem direito a um
prêmio total de R$ 22.902.720,55.

Confira das dezenas sorteadas: 12 - 27 - 37 - 44 - 54 - 59.
A aposta mínima era de R$ 2 e podia ser feita em qualquer uma das mais de 11 mil lotéricas do país, segundo a Caixa. Com o prêmio acumulado, o ganhador poderia comprar 880 carros populares. Aplicado na poupança, o prêmio pode render, mensalmente, mais de R$ 128 mil - cerca de R$ 4,2 mil por dia.
Outra possibilidade seria comprar imóveis. O apostador premiado poderá comprar, por exemplo, 88 apartamentos, considerando um imóvel de valor médio de R$ 250 mil.

Do G1

MT é o único estado com 3 sorotipos da dengue em circulação

Mato Grosso é o único estado do Brasil com 3 sorotipos da dengue circulante. Relatório do Ministério da Saúde mostra que a população local está exposta ao DEN1, DEN2 e DEN4 e corre mais risco de contrair a forma grave da doença. O balanço epidemiológico nacional da dengue realizado este ano em 536 municípios de 22 estados, por meio do Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), aponta que a amostragem encaminhada por Mato Grosso ao MS contava com 50% dos casos positivos. Destes, 50% eram referentes ao DEN2, 25% de DEN1 e outros 25% de DEN4.

Na semana passada, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgou que o último sorotipo já está circulante em Cuiabá, Várzea Grande e região de Diamantino, especialmente no município de Nobres. A gestão pública investiga ainda se o DEN4 está presente nas cidades ao norte do Estado, como Sinop, Juara, Colíder e Sorriso. O primeiro caso foi identificado oficialmente pela SES este mês, em Várzea Grande.

O superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Oberdan Ferreira, reconhece que Mato Grosso é o único estado do país, conforme o MS, a contar com 3 sorotipos circulantes e acredita que isso ocorra por conta do trabalho de investigação realizado pela Secretaria.

Explica que, possivelmente, Mato Grosso tenha sido o único a conseguir fazer o isolamento a contento do vírus. ”Nós fizemos um trabalho diferenciado nos municípios com maior concentração populacional, o que pode ter refletido neste dado”.

Em outubro de 2011, com a suspeita da chegada do DEN1, a SES desenvolveu uma metodologia de investigação com foco na coleta de sangue de pacientes dentro do tempo oportuno para isolamento do vírus. ”Hoje, em 15 dias Cuiabá consegue dar o resultado dosexames. Antes, demora va até um ano”. Oberdan destaca que a maior preocupação com a quantidade de sorotipos em circulação no Estado é o crescimento da contaminação pela forma grave da dengue, uma vez que a população fica exposta a um maior número de vírus. ”Não existe um sorotipo mais agressivo que o outro”.

O problema, conforme o superintendente, está relacionado à fragilização do organismo do paciente, que pode reagir de maneira insatisfatória no combate à doença quando é acometido por mais de um tipo de vírus. ”Quando se adquire dengue mais de uma vez a situação é mais grave. Quando isso ocorre em um curto espaço de tempo, o problema pode ser maior ainda. O organismo já está debilitado e pode tentar combater o novo vírus de uma maneira equivocada, da mesma maneira que combateu o anterior. Mas cada sorotipo tem suas particularidades”, comenta Oberdan ao mencionar ainda que a associação de outras doenças também reflete na resposta do organismo à forma agravada da dengue.

Quanto ao alastramento dos novos sorotipos (DEN1 e DEN4) no Estado, Oberdan lembra que Mato Grosso tem cidades bastante urbanizadas e com crescimento desordenado, situação que favorece a propagação da dengue. Destaca que a circulação de pessoas entre as cidades locais e de outros estados também contribui para o fenômeno.

”Uma pessoa que viajou no Carnaval, por exemplo, e contraiu a dengue em outra cidade e volta para Mato Grosso, vai desenvolver os sintomas da doença aqui. Se ela for picada pelo mosquito transmissor já existe a possibilidade de que novas sejam afetadas dentro do Estado”.

Fonte: A Gazeta

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Horário de verão termina neste fim de semana

O Horário de verão termina neste fim de semana. Foram 133 dias com o relógio adiantado um hora em dez estados nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além do estado da Bahia e também no Distrito Federal. A estimativa do operador nacional do sistema é de que o Horário de verão tenha gerado uma economia entre R$ 75 milhões e R$ 100 milhões em todo o país. Nos locais onde houve Horário de verão, a redução de energia está em torno de 5%. No sábado (25), quando for meia-noite, deve-se atrasar o relógio em uma hora.

Estudante com síndrome de Down é aprovado no vestibular da UFG

Uma família da cidade de Jataí (GO), a 325 km de Goiânia, espera com alegria e ansiedade o início das aulas na Universidade Federal de Goiás (UFG) na próxima segunda-feira (27). Um integrante da família foi aprovado no vestibular para o curso de geografia da instituição. O fato de Kallil Assis Tavares, de 21 anos, ter síndrome de Down torna a conquista ainda mais expressiva.

Ele é o primeiro aluno com síndrome de Down a passar em um vestibular da UFG. O estudante não teve correção diferenciada. Ele concorreu de igual para igual com os outros candidatos. “A única vantagem concedida foi ter alguém para ler a prova para ele e a prova com letras maiores, porque ele tem baixa visão”, explica a mãe do calouro, a pedagoga Eunice Tavares.

Ela conta que a escolha do curso e a decisão de prestar o vestibular foram do estudante. “Desde o início do ensino médio ele já começou falar que prestaria vestibular para geografia”, diz.

Por enquanto, o passatempo de Kallil é ver os mapas no computador, mas essa rotina está com os dias contados. A matrícula já foi feita e as aulas começarão na próxima semana.

A irmã mostra o boletim escolar do garoto. As notas comprovam que Kallil sempre foi estudioso. Segundo Camila Assis, ele sempre gostou de estudar. “Ele sempre gostou de fazer as tarefas e de chegar com elas prontas na escola”, relata.

Para quem pensa que Kallil parou por aí ele surpreende mais uma vez. O jovem faz planos para aprender a dirigir e tirar a carteira de motorista.

“A cada dia ele supera os obstáculos que vão surgindo e que sempre existem. Ele tem superado. Ele vai superar todos”, afirma Eunice.

A coordenação do curso de geografia da UFG, em Jataí, vai discutir a acessibilidade do estudante no campus da universidade durante uma reunião de planejamento do ano letivo.

Fonte:Agência da Notícia com G1

Lei da Palmada corre o risco de não ser aprovada no Congresso

O polêmico projeto de lei que proíbe os pais de castigarem fisicamente os filhos corre o risco de não ser aprovado pelo Congresso Nacional. Depois da anuência, em caráter terminativo, da comissão especial criada para analisá-lo, o projeto deveria ter sido encaminhado ao Senado, mas está parado na Mesa Diretora da Câmara. O texto aguarda a votação de seis recursos para que seja votado também no plenário da Casa.
Os deputados que apresentaram os recursos querem que a matéria seja discutida no plenário da Câmara antes de seguir para o Senado. Esses parlamentares esperam que a proposta seja rejeitada, quando a maioria dos deputados tiver acesso ao texto. Na comissão especial, apenas um grupo pequeno de parlamentares teve a oportunidade de apreciar e votar a proposta – que foi aprovada por unanimidade.
Para um dos deputados que apresentou recurso, Sandes Júnior (PP-GO), a matéria é complexa e merece ser debatida por mais tempo com um número maior de parlamentares. “Trata-se de matéria polêmica, objeto de acaloradas discussões na referida comissão especial, porém sem a necessária visibilidade e amadurecimento que a importância do assunto exige”, justificou no recurso.
Declaradamente contrário ao projeto, o deputado Augusto Coutinho (DEM-PE) também apresentou recurso para que o texto seja discutido no plenário da Câmara. Para ele, as relações familiares não podem ser ditadas pelo Estado. “É indubitável que devam existir mecanismos para proteger a criança e o adolescente da violência, seja essa doméstica ou não. Contudo, não pode ser concedida ao Estado a prerrogativa de ingerência desmedida nos lares brasileiros”, defendeu o deputado.
O projeto, de autoria do Poder Executivo, altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para estabelecer que “a criança e o adolescente têm o direito de ser educados e cuidados pelos pais, pelos integrantes da família, pelos responsáveis ou por qualquer pessoa encarregada de cuidar, tratar, educar ou vigiar, sem o uso de castigo corporal ou de tratamento cruel ou degradante, como formas de correção, disciplina, educação, ou qualquer outro pretexto”. O texto determina ainda que é considerado castigo corporal qualquer forma de uso da força física para punir ou disciplinar causando dor ou lesão à criança.
A proposta, que ficou conhecida como Lei da Palmada, também estabelece que os pais que cometerem o delito deverão passar por acompanhamento psicológico ou psiquiátrico e receberem uma advertência. Eles, no entanto, não estão sujeitos à prisão, multa ou perda da guarda dos filhos. Os médicos, professores ou funcionários públicos que souberem de casos de agressões e não os denunciarem ficam sujeitos à multa que pode chegar a 20 salários mínimos.

Fonte:Agência da Notícia com Agência Brasil

São Félix do Araguaia : Câmara abre concurso público com 08 vagas de níveis fundamental e superior

Foto Agencia da noticia
A câmara municipal de São Félix do Araguaia, estado do Mato Grosso, divulgou edital para realização de concurso público visando preencher 08 vagas em cargos vagos no legislativo, com chances para candidatos de níveis fundamental e superior.
Remunerações oferecidas ficam entre R$ 622,00 e R$ 2.400,00.

Cargos e Vagas:

Ensino superior - Contador(01), Controlador Interno(01) e Secretário Administrativo(01).
Ensino fundamental - Guarda(02), Motorista(01) e Serviços Gerais(02).

Inscrições:

As inscrições poderão ser realizadas pessoalmente ou por procuração no período entre 27 defevereiro e 06 de março de 2012, na Câmara Municipal, localizada à Avenida Governador José Fragélli, Nº 772, Centro, São Félix do Araguaia–MT, no horário das 13 horas às 17 horas. A taxa de inscrição custará R$ 40,00 para cargos de ensino fundamental e R$ 100,00 para nível superior.

Provas:

Ocertame constará de provas objetivas, de múltipla escolha para todos os cargos. A prova objetiva está prevista para dia 18 de março de 2012, às 08h00min, horário de São Félix do Araguaia/MT em local a ser confirmado até o dia 12 de março de 2012, mediante publicação no quadro de avisos da Câmara Municipal e pelo site www.sydcon.com.br. Os gabaritos serão divulgados no dia seguinte da aplicação da prova objetiva.
O Concurso Público terá prazo de validade de dois anos, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período.

Fonte:Agência da Notícia com Uasley Werneck

TRE-MT nega possibilidade de divulgar lista de ”fichas sujas”

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) negou, em comunicado oficial, a divulgação de qualquer tipo de ”lista” de políticos que teriam a ”ficha suja”. ”A Justiça Eleitoral não se manifesta sobre caso concreto, a não ser nos autos; não faz listas de políticos que poderão ter seu registro de candidatura indeferido; e tampouco comenta a situação jurídica de cada um”, aponta o documento.

De acordo com a assessoria do órgão, o Tribunal vai se manifestar sobre a situação jurídica de cada candidato no momento do julgamento dos registros de candidatura, que deve acontecer após o dia 5 de julho deste ano. Para o TRE, cabe ao relator de cada ação emitir o voto, que será levado ao Pleno do Tribunal para julgamento. ”Em nenhum momento, portanto, a assessoria de comunicação do Tribunal Regional Eleitoral cogitou a possibilidade de existir, ou prometeu divulgar suposta ”lista de candidatos ficha suja””.
 
A assessoria informou ainda que a ”única lista prometida à imprensa foi a dos candidatos no processo eleitoral de 2010, que tiveram suas candidaturas indeferidas pela Justiça Eleitoral, com base na Lei da Ficha Limpa. Esta lista já é de domínio público”.

Só Notícias/Alex Fama

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Exigir documento fiscal é direito do consumidor


Independentemente da forma de pagamento das compras e dos serviços, com dinheiro, cheque, crediário, fatura/duplicata, cartão de débito ou crédito, o consumidor sempre deve exigir do estabelecimento comercial o documento fiscal correspondente. É um direito do consumidor.
O alerta é da Secretaria de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz-MT) devido à recorrente constatação de falta de emissão de documento fiscal, especialmente nas vendas diretas do comércio varejista ao consumidor final. A emissão do documento é uma obrigação do estabelecimento vendedor e direito do adquirente.
Ao exigir a nota ou o cupom fiscal, o consumidor garante que está transacionando com empresa idônea, ou seja, cumpridora de suas obrigações comerciais e fiscais, bem como que a mercadoria tem procedência. Também garante seus direitos em relação às mercadorias adquiridas, contribui com o Estado na arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) incidente no bem adquirido e, consequentemente, favorece os repasses constitucionais do ICMS aos municípios.
A falta de emissão de documento fiscal nas vendas ao consumidor final tem sido identificada pelo Fisco estadual em cruzamentos eletrônicos de dados realizados a partir de diversas fontes de informação, a exemplo de notas fiscais movimentadas no Estado, faturas de energia elétrica e telecomunicações e operações efetuadas com cartões de crédito e débito.
No controle fiscal das operações efetuadas com cartões de crédito e débito foram identificados, mediante cruzamentos e ações fiscais, bem como a partir de denúncias à Sefaz, contribuintes que têm utilizado em suas vendas equipamento de cartão registrado em nome de outra empresa. “Ou seja, além de não emitirem a nota ou o cupom fiscal, estão tentando se evadir do controle sobre o faturamento realizado via cartão”, destaca o superintendente de Informações do ICMS da Sefaz, Vinicius Simioni da Silva.
Portanto, além de exigir o documento fiscal, o superintendente orienta o consumidor a verificar se os dados do fornecedor indicados no comprovante do cartão de crédito/débito (nome, CNPJ, endereço e valor) correspondem com os dados do documento fiscal recebido, bem como se conferem com o estabelecimento comercial com o qual está concretizando a operação comercial, ou seja, se a empresa que está registrada como emissora desses documentos é a que está efetivamente entregando o bem adquirido.
A Sefaz está disponível para recepção de denúncias por meio de sua Ouvidoria, pelo telefone 0800-647-1520 ou pelo endereço eletrônico www.ouvidoria.mt.gov.br/mensagem.php. (Ascom) W.S

Fonte:Agência da Notícia com GD

Caixa Econômica abre concurso com vagas para agência de Confresa


A Caixa Econômica Federal abriu concurso publico para preencher cadastro de reserva para o cargo de técnico bancário novo, nível médio, da carreira administrativa, para lotação em vários municípios do Brasil, sendo 22 em Mato Grosso, incluindo Confresa, que recém inaugurou sua agência.

As inscrições devem ser feitas no site da Fundação Cesgranrio. Os candidatos aprovados e que forem contratados terão remuneração de R$ 1,7 mil para jornada de seis horas diárias, mais os benefícios.

As provas estão marcadas, inicialmente, para 22 de abril.

Em Mato Grosso, as provas serão realizadas nos seguintes locais:

Em Cuiabá, para os inscritos dispostos a concorrer vagas na capital, Várzea Grande, Rondonópolis, Alto Araguaia, Barra do Garças, Campo Verde, Confresa, Jaciara, Primavera do Leste, Barra do Bugres, Cáceres, Campo Novo do Parecis, Diamantino, Pontes e Lacerda e Tangará da Serra.

Em Sinop, para os que concorrem a vagas em Alta Floresta, Colíder, Guarantã do Norte, Juína, Lucas do Rio Verde, Sinop e Sorriso.

Araguaia Notícias/ Leandro Trindade

Cerca de 80% dos prefeitos de MT aptos a concorrer à reeleição


Dos 141 prefeitos no Estado, 113 deles (80,15%) poderão disputar a reeleição no próximo mês de outubro. O levantamento foi feito a partir de dados da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) e mostra que a renovação no cenário político regional pode ser pequena nesse ano, já que eles têm vantagens em relação aos demais concorrentes.

Entre os prefeitos, apenas 28 deles estão no segundo mandato e não podem pleitear mais 4 anos de gestão consecutiva. A favor dos que estão no exercício dos cargos estão a visibilidade das obras realizadas e a exposição que o cargo público traz.

A renovação poderá ser pequena principalmente porque políticos que começaram a se projetar conseguiram chegar aos cargos de prefeito em pelo menos 8 cidades após as últimas eleições municipais (2008). Eles foram eleitos através de pleitos suplementares onde os gestores foram cassados, como é o caso de Alto Boa Vista, Santo Antônio de Leverger, Tangará da Serra, Novo Horizonte do Norte, Araguaia, Ribeirão Cascalheira, Novo Mundo e Campos de Júlio.

Mesmo tendo poucos meses à frente dos municípios, os prefeitos eleitos fora de época têm a vantagem de ficarem conhecidos há pouco tempo junto ao eleitorado. Exemplo disso é o empresário Saturnino Masson (PSDB), eleito em outubro passado diante da cassação de Júlio César Ladeia (PR) e do vice José Jaconias (PT) por improbidade administrativa em Tangará da Serra.

Mesmo evitando admitir atualmente a pré-candidatura à reeleição, Saturnino Masson deverá fazer 2 campanhas em praticamente 1 ano. Ele foi o único eleito pela Câmara de Vereadores através de uma eleição indireta, pois a cassação dos antecessores ocorreu no segundo biênio do mandato. Nos demais casos, os atuais prefeitos foram eleitos diretamente pela população.

A eleição nas maiores cidades de Mato Grosso poderá contar com os atuais prefeitos, como é o caso de Cuiabá, onde Chico Galindo (PTB) tem direito à reeleição, mas vem negando interesse no projeto. O mesmo diz José Carlos do Pátio (PMDB), de Rondonópolis. Já Tião da Zaeli (PSD), de Várzea Grande, e Túlio
Fontes (DEM), de Cáceres, admitem publicamente interesse em mais uma gestão consecutiva.

Os prefeitos reeleitos não podem disputar novo mandato porque a Constituição Federal, no artigo 14, prevê que presidente da República, governadores de Estado e do Distrito Federal, os prefeitos e quem os houver sucedido ou substituído no curso dos mandatos poderão ser reeleitos apenas para um único período subsequente.

A Gazeta

Municípios têm até esta semana para se cadastrar e receber Semana Saúde na Escola


Municípios que fazem parte do Programa Saúde na Escola (PSE) têm até sexta-feira (24) para se inscrever e participar da Semana Saúde na Escola. O projeto será desenvolvido de 5 a 9 de março e vai mobilizar comunidades escolares sobre o tema obesidade.
  Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicam que uma em cada três crianças com idade entre 5 e 9 anos estão com peso acima do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Ainda segundo o levantamento, jovens de 10 a 19 anos com excesso de peso passaram de 3,7%, em 1970, para 21,7%, em 2009.
  A manutenção do peso adequado desde a infância, de acordo com o Minitério da Saúde, é um dos principais fatores para a prevenção de doenças na fase adulta. A Semana Saúde na Escola terá como objetivo alertar os estudantes da rede pública sobre o problema, com ações de avaliação das condições de saúde, prevenção, promoção e educação permanente de profissionais, adolescentes e jovens.
  A adesão ao projeto é voluntária e pode ser feita pela equipe da escola em parceria com a equipe do programa Saúde da Família. Para habilitar-se, os municípios deverão ter concluído o processo de pactuação das metas do programa no Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação (Simec).
  Cada município cadastrado vai receber apoio financeiro adicional para ações do PSE. O valor total do incentivo será repassado de acordo com a quantidade de equipes do Saúde da Família que aderirem e informarem o resultado das ações realizadas. O repasse será feito pelo Fundo Nacional de Saúde e corresponde a um doze avos da parcela mensal da equipe do Saúde da Família.

Fonte:Agência da Notícia com Agência Brasil