TAPIRAPE FM

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Prefeituras tem até 3 de agosto para acabar com lixões

O prazo para encerramento dos lixões, estabelecido por lei , termina no dia 03 de agosto deste ano e ainda existem muitos municípios que não adotaram nenhuma providência para se adequarem à legislação.
Em Mato Grosso, a situação é preocupante e levou o Ministério Público Estadual e Ministério Público do Trabalho a discutirem, em conjunto, como será a atuação ministerial perante os municípios para assegurar o cumprimento da legislação.
Está definido que o primeiro passo será a expedição de notificação recomendatória a todos os prefeitos sobre o assunto. Um encontro com os promotores de Justiça que atuam na Defesa do Meio Ambiente também será realizado em Cuiabá, no dia 05 de junho. No evento serão discutidos aspectos relacionados à legislação e formas de inclusão social e produtiva dos  catadores de materiais recicláveis.

Participam destas discussões a Procuradoria Geral de Justiça, Procuradoria do Ministério Público do Trabalho e Procuradoria Especializada em Defesa do Meio Ambiente e da Ordem Urbanística.
Por: MT Via Rádio

Encontro de prefeitos de MT começa na 5ª feira

No período de 22 a 24 deste mês, os prefeitos mato-grossenses participam da 31ª edição do encontro estadual de prefeitos realizado pela Associação Mato-grossense dos Municípios-AMM. Este ano, o Encontro conta com uma programação extensa, com lançamento de livro, workshop de secretários municipais de Agricultura Turismo e Meio Ambiente, lançamento do programa Municípios Sustentáveis, Encontro Sul Americano de Cultura Popular, encontro de primeiras damas, entre outros.

O superintendente da AMM, Darci Lobado, disse que esta é uma grande oportunidade para que os prefeitos tenham novas informações, e possam encaminhar suas demandas.
Por: MT Via Rádio

sexta-feira, 16 de maio de 2014

9 prefeitos em MT não tem Ensino Fundamental completo

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), para o perfil dos municípios brasileiros 2013, avaliou o nível de instrução dos prefeitos, como o grau de escolaridade. Dos 141 chefes dos Executivos municipais de Mato Grosso, 9 não concluíram nem o Ensino Fundamental e apenas 4 concluíram este nível de escolaridade. No grau Ensino Médio, 7 não completaram e 51 concluíram. Contudo, 50 prefeitos tem nível superior e 7 não concluíram totalmente o curso na faculdade. Pós-graduado são apenas 13 prefeitos.
Outro estudo feito pelo Instituto, foi em relação aos partidos políticos dos prefeitos. Em MT há uma predominância do PMDB, que mantém 27 gestores em suas fileiras de filiados. Os dados do IBGE indicam o PR em segundo lugar com 14, enquanto o PT aparece na terceira fileira, empatado com o DEM, com 11 prefeitos. Depois vem o PDT com 8, o PP com 7, o PPS com 6, o PSDB com 3 e o PTB com 2. Os dados não mostram os gestores filiados ao PSD.
Um estudo que chamou atenção é em relação ao número exorbitante de gestores homens, em relação a mulheres. Em Mato Grosso, são 122 prefeituras comandadas por homens, enquanto 19, por mulheres. A maioria dos administradores, segundo a pesquisa, está na faixa etária de 41 a 60 anos, com 92 homens e 12 mulheres no comando. Há prefeituras com gestores entre 26 a 41, sendo 20 homens e 6 mulheres. Com idade em mais de 60 anos, somente 10 homens estão no comando.
Por: Gazeta Digital

Moradores de cidade isolada em MT alegam estar sem alimento e remédio

Os moradores do município de Colniza, distante 1.605 km de Cuiabá, estão passando por dificuldades com o abastecimento de alimentos e medicamentos há pelo menos dois meses, desde a queda da ponte sobre o Rio Canamã, na BR-174. A população local está praticamente isolada, já que a outra via de acesso ao município também apresenta diversos problemas, como atoleiros. De acordo com o prefeito João Assis Raupp, as obras para a construção da nova estrutura foram iniciadas na última sexta-feira (9), mas só devem ser concluídas em um prazo de 45 dias.
A queda da ponte ocorreu no dia 25 de fevereiro, logo após um ônibus de viagem passar pelo local. Nenhuma pessoa ficou ferida. A estrutura que era de madeira, e possuía cerca de 70 metros de extensão, não resistiu ao volume de água e foi levada pela correnteza do rio. Desde então, a travessia estava sendo feita com a ajuda de uma balsa, que acabou suspensa devido acidentes. Pelo menos três foram registrados, os quais caminhões e produtos transportados caíram no rio durante o percurso.
saiba mais


Segundo a secretária de Planejamento do município, Norma Maria Franck, tanto o governo federal como o estadual reconheceram e decretaram estado de emergência na cidade por conta de enchentes no período chuvoso. “A situação está complicada. Estamos sofrendo com a falta de alimentos, gás, material de construção. Inclusive a prefeitura teve que arcar com os custos do transporte aéreo de medicamentos”, destacou a secretária.
Conforme a prefeitura, outra via de acesso à cidade seria pela estrada MT-206, por meio do município de Cotriguaçu, a 920 km da capital. No entanto, a rodovia está com atoleiros causados pelas chuvas, o que também dificulta o tráfego de veículos na região.
A secretária pontua que a responsabilidade pela restruturação da ponte é do governo federal, uma vez que a rodovia foi federalizada. Uma empresa teria sido contratada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit) para realizar a obra. A equipe de reportagem entrou em contato com o órgão, mas não houve manifestação sobre o caso até a publicação da matéria.
Em entrevista ao G1, o prefeito de Colniza, João Assis Raupp informou que está sendo realizado o serviço de estacamento para a colocação da madeira. “O contrato firmado para realizar a recuperação em um trecho de cerca de 350 km, que inclui esta ponte, está orçado em R$ 49 milhões”, informou o prefeito.

Do G1 MT

Secretaria de Justiça de MT convoca mais de 130 aprovados em concurso

Candidatos aprovados no concurso público da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Mato Grosso (Sejudh) foram nomeados pelo governo estadual para tomar posse. No total foram nomeados 138 candidatos em ato publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) que circula nesta quinta-feira (15). Os 78 técnicos e assistentes do sistema socioeducativo e 60 técnicos e assistentes do sistema penitenciário nomeados foram aprovados no concurso realizado em 2010. Os servidores deverão receber capacitação e serão lotados nas unidades de Cuiabá e do interior.
No sistema socioeducativo foram nomeados assistente administrativo, educador físico, assistente social, psicólogo, técnico de enfermagem e advogado para os municípios de Cuiabá, Cáceres, Barra do Garças e Rondonópolis. Já no sistema penitenciário foram contemplados os cargos de advogado, assistente administrativo, odontólogo, pedagogo, psicólogo, contador, enfermeiro, assistente social, técnico de enfermagem e atendente de consultório dentário para os municípios de Água Boa, Cuiabá, Juína, Pontes e Lacerda, Rondonópolis, Sinop e Tangará da Serra.

saiba mais

De acordo com a secretaria, os nomeados têm 30 dias para tomar posse, a contar da data da publicação do edital. Eles deverão se apresentar com os documentos necessários na Coordenadoria de Provimento da Secretaria de Estado de Administração (SAD), localizada no Centro Político Administrativo - Complexo Paiaguás, Bloco III. A perícia médica deverá ser agendada pelo telefone do Disque-Servidor 0800-647-3633.
A posse também deverá ser agendada após a perícia e o candidato deverá apresentar o laudo emitido. O agendamento deve ser feito por meio dos telefones (65) 3613-3657/3613-3765/3613-3682/3613-3799.
Do G1 MT

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Morre o cantor Jair Rodrigues aos 75 anos

Morreu o cantor Jair Rodrigues, aos 75 anos. De acordo com a JRC Produções, o músico estava em casa, em Cotia (SP), e a família aguarda a chegada da perícia. Não foi divulgada a causa da morte.
Ao G1, uma pessoa que se identificou como empregada doméstica de Jair afirmou por telefone que ele morreu "provavelmente de um mal súbito". Segundo ela, o cantor foi dormir normalmente na noite desta quarta-feira (7) e foi encontrado morto, na cama, já na manhã desta quinta-feira (8).

Por volta das 11h10 da manhã, ainda era esperada a equipe do Instituto Médico Legal (IML). A funcionária não informou se Jair estava sozinho na residência. Ela não quis informar se ele estava sozinho em casa. "Está todo mundo desesperado, porque ninguém estava esperando", disse.

Jair Rodrigues de Oliveira nasceu em Igarapava (SP), no dia 6 de fevereiro de 1939, informa seu site oficial. Pai dos também cantores Jair de Oliveira e Luciana Mello, ele começou sua carreira nos anos 1960, em programas de calouros.

Em 1962, gravou aquele que é consirado seu registro de estreia, um disco de 78 rotações. Segundo o perfil, duas das músicas, "Brasil sensacional" e "Marechal da vitória", tinham como tema a Copa do Mundo daquele ano, no Chile, que foi vencida pela seleção brasileira.

Em 1964, Jair Rodrigues gravou seus primeiros LPs, "Vou de samba com você" e "O samba como ele é". Seu maior sucesso no período foi a música "Deixa isso pra lá", tida como precursora do rap no Brasil. Marcada pelo movimento característico das mãos de Jair Rodrigues, a faixa foi regravada em 1999 em parceria com o grupo Camorra, diz o perfil.

Jair Rodrigues também ficou conhecido pelo trabalho ao lado de Elis Regina. Os dois iniciaram a colaboração em 1965 e lançaram o disco ao vivo "Dois na bossa". A boa repercussão do LP rendeu o convite para apresentar o programa O Fino da Bossa, que estreou em maio  de 1965 na TV Record.



Com Elis, o cantor lançou em 1966 e 1967 outros dois volumes da série "Dois na bossa".

Do G1, em São Paulo

Energisa anuncia principais obras em Mato Grosso até 2017; duplicação do Linhão até Nova Xavantina será uma das obras

A Cemat – agora sob o comando do Grupo Energisa – vai investir R$ 1,447 bilhão no sistema elétrico de Mato Grosso nos próximos quatro anos. O valor significa um incremento de 73,4% na média anual de investimentos da empresa desde 2010. Essa média vai saltar de R$ 208,7 milhões para R$ 362 milhões anuais.
A distribuidora mato-grossense ficará com a maior parcela dos investimentos previstos pelo grupo nas oito empresas recém-adquiridas. O diretor presidente da empresa, Wilson Couto, explica que o montante será distribuído de acordo com as necessidades atuais e com as projeções para o crescimento do mercado consumidor em cada região do Estado.
O valor inclui a construção de pelo menos nove subestações novas, bem como a ampliação ou melhoria de outras 34. Serão construídos quase 900 quilômetros de linhas de alta tensão – além de investimentos pesados na extensão, melhoria e manutenção das redes de distribuição. Os investimentos também incluem a automação de subestações e linhas, que passam a ser comandadas de forma remota – tornando o atendimento muito mais ágil em caso de falta de energia. Segundo Couto, além da construção de novas instalações, será dada atenção especial à manutenção das estruturas existentes, sempre com foco em aumentar a confiabilidade e a qualidade da energia distribuída.
Os municípios da região de Cuiabá receberão investimentos de R$ 429,1 milhões. Estão previstas a construção de três subestações, sendo duas em Cuiabá (Beira Rio e Ribeirão do Lipa) e a terceira no município de Jangada. Diversas outras subestações terão a capacidade ampliada ou serão automatizadas, de forma a proporcionar maior confiabilidade ao fornecimento de energia para a região. A capital e municípios próximos também receberão novas linhas de alta tensão, obras de extensão na rede de distribuição e aquisição de equipamentos como transformadores e bancos de capacitores.
Para os municípios da região Sul do Estado, estão previstos investimento de R$ 240,1 milhões – que incluem a construção de uma subestação em Alto Taquari, ampliação da capacidade de diversas outras subestações e a construção de uma linha de alta tensão (138 KV) com 75 quilômetros de extensão, ligando a subestação de Alto Taquari à da Ferronorte, em Rondonópolis.
Já a região do Araguaia receberá obras importantes para o atendimento ao mercado crescente, como a duplicação de 175 km de linha de alta tensão em 138 KV, ligando Barra do Garças a Nova Xavantina. Os investimentos na ampliação de diversas subestações, construção de linhas e outras melhorias na região chegam a R$ 187,1 milhões – e deverão atender à demanda da região enquanto um novo ponto de suprimento é licitado pelo Governo Federal.
Para a região Norte, os investimentos serão de R$ 328 milhões – o que inclui a construção de cinco novas subestações (Ipiranga do Norte, Tapurah, Nova Uniratã, Sorriso e Sinop) e de 350 km de linhas de alta tensão (138 KV), para o atendimento ao mercado e melhoria da qualidade da energia fornecida à população de várias cidades.
No Médio Norte, investimentos de R$ 171 milhões permitirão a ampliação da capacidade de subestações em diversos municípios - como Tangará da Serra, Nova Olímpia, Sapezal, Nobres e Barra do Bugres -, permitindo que o mercado consumidor de energia na região possa crescer e garantindo confiabilidade ao sistema.
O Oeste do Estado vai receber a ampliação de subestações em Cáceres, Pontes e Lacerda e Araputanga, além da construção de uma linha de 34,5 KV com 80 km de extensão, ligando São José dos Quatro Marcos, Rio Branco e Lambari d’Oeste. Serão investidos R$ 91,3 milhões na região, que receberá obras de extensão de redes, automação de subestações e linhas, adequação de circuitos para redução de perdas e aquisição de equipamentos.
Investimentos Cemat | 2014 a 2017
Cuiabá e região (Regional Metropolitana)
R$ 429.133.360,66
Sul (Regional Rondonópolis)
R$ 240.997.927,95
Norte (Regional Sinop)
R$ 328.006.540,87
Araguaia (Regional Barra do Garças)
R$ 187.163.112,54
Médio Norte (Regional Tangará da Serra)
R$ 171.197.789,40
Oeste (Regional Cáceres)
R$ 91.366.130,26
Total
R$ 1.447.864.861,68

Sobre o Grupo Energisa 
Com 109 anos de história, o Grupo Energisa é um dos maiores do Brasil em distribuição de energia elétrica. Uma das primeiras a abrir capital no Brasil, a companhia controla 13 distribuidoras emMinas Gerais (Energisa Minas Gerais e Bragantina), Paraíba (Energisa Paraíba e Energisa Borborema), Rio de Janeiro (Energisa Nova Friburgo), Sergipe (Energisa Sergipe), Mato Grosso (Cemat), Mato Grosso do Sul (Enersul), Tocantins (Celtins), São Paulo (Caiuá, Vale Paranapanema e Nacional) e Paraná (Força e Luz do Oeste).
São aproximadamente 6 milhões de clientes e uma população atendida de 15 milhões de pessoas, em 788 municípios de todas as regiões do Brasil. Com receita líquida anual de R$ 8,9 bilhões, o grupo gera cerca de 10 mil empregos diretos.
Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um diversificado portfólio que engloba distribuição, geração (Energisa Geração) – com foco em energias limpas e renováveis, entre eólicas, biomassa e PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas) -, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções) e comercialização de energia (Energisa Comercializadora).
A Cemat atende a 1,2 milhões de clientes nos 141 municípios do Estado de Mato Grosso. São mais de 1900 colaboradores diretos.


Escrito por assessoria 

CCJ do Senado aprova cota de 20% para negros no serviço público

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou nesta quarta-feira (7) o projeto de lei que reserva 20% das vagas em concursos públicos da administração federal para candidatos que se declararem negros ou pardos. O texto, que foi aprovado por unanimidade pelos integrantes da CCJ, será submetido à votação no plenário da Casa, com pedido de urgência.
A proposta já havia sido aprovada pelos deputados federais em 26 de abril. Se for avalizado pelos senadores, o projeto será encaminhado para a sanção ou veto da Presidência da República.

A proposta limita a aplicabilidade das cotas ao prazo de dez anos e não a estende a concursos cujos editais tenham sido publicados antes da vigência da lei.
De acordo com o texto, as cotas valerão em concursos realizados para a administração pública federal, autarquias, fundações públicas, empresas públicas e sociedades de economia mista controladas pela União, como Petrobras, Caixa Econômica Federal, Correios e Banco do Brasil. O projeto não estende as cotas para os poderes Legislativo e Judiciário.

O projeto foi encaminhado pelo governo ao Congresso em novembro de 2013, em regime de urgência.
Pela proposta, a reserva será oferecida sempre que a oferta no concurso for superior a três vagas. Poderá concorrer pelo sistema de cotas o candidato que se autodeclarar preto ou pardo no ato da inscrição do concurso.
Na justificativa do projeto, o governo alega que a matéria é uma “política afirmativa” necessária para solucionar o problema da sub-representação de negros e pardos no serviço público federal.

Eliminação

O texto aprovado nesta quarta pela CCJ prevê punições para os candidatos que prestarem declarações falsas.
As penas vão da eliminação no concurso à anulação do processo de admissão ao serviço ou emprego público do candidato que fraudar os dados.


Da Internet

Ibama interrompe grande desmatamento próximo do Parque do Xingu

Em mais uma ação da Operação Onda Verde, realizada pelo Ibama durante o fim de semana, foram apreendidos 13 tratores de esteira e um de pneus, seis correntões, duas pás carregadeiras, um caminhão prancha e outro caminhão carregado com 10 mil litros de combustível. Essa frota foi flagrada desmatando aproximadamente dez por cento (10%) de um total de 10 mil hectares, contratado pelo novo proprietário de uma fazenda leiloada há seis meses. Localizada no município de Gaúcha do Norte (595 km de Cuiabá), ao sul do Parque Indígena do Xingu, a fazenda tem 26,25 mil hectares e possui 16 km de margem do rio Curisevo, afluente do rio Xingu.

Com o apoio de uma guarnição da Força Nacional, as equipes do Ibama se dirigiram para a região, com helicóptero e viaturas, para verificar desmatamento acusado por imagens de satélite. Os tratores estavam em plena ação de derrubada da floresta amazônica que, em parte, já estava degradada pelo uso irregular de fogo. Aproximadamente 960 hectares do que seria desmatado já estava no chão, sob a ação de tratores e correntões.

De acordo com o superintendente do Ibama de Mato Grosso, Marcus Keynes, “a ação foi uma grande vitória para o meio ambiente”. “Evitamos um grande dano para a fauna e flora amazônica”, conclui Keynes.
A área da fazenda foi embargada e o proprietário foi autuado por desmatamento ilegal. Os maquinários apreendidos já estão sendo destinados para prefeituras da região e, possivelmente, para a Fundação Nacional do Índio – Funai.

A Operação Onda Verde, que tem por objetivo coibir o desmatamento ilegal da floresta amazônica, no estado de Mato Grosso, teve início em fevereiro de 2013 e tem atuado continuamente, independente de chuva, feriados e finais de semana. Com a ajuda de imagens de satélites, sobrevôos de aeronaves e ronda terrestres, o Ibama já conseguiu impedir diversos desmatamentos, realizou muitos embargos e apreensões, além de aplicar milhões de reais em multas. “Esta foi a maior apreensão de maquinários realizada em apenas uma ação da Onda Verde”, afirma Keynes. “Vamos retirar de circulação seis correntões que eram utilizados em uma das formas mais danosas de fazer desmatamento, pois faz uma destruição global e não seletiva da biodiversidade”, conclui o superintendente do Ibama.

Fonte: assessoria IBAMA

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Dois corpos são encontrados sob ponte do Rio Tapirapé em Porto Aelgre do Norte /MT


Por volta das 16:00 hrs do sábado, policiais da Delegacia Civil de Porto Alegre do Norte encontraram dois corpos, encobertos por cobertores, às margens do Rio Tapirapé. Segundo a própria polícia, eles teriam chegado ao local do crime e localizado os corpos através de uma denúncia anônima.

Apesar de, tanto as vítimas como o assassino - acredita-se na hipótese de apenas um culpado - serem desconhecidos, o crime tem causado certa comoção e indignação popular pela barbaridade e covardia com que fora cometido: o crime teria ocorrido ali, abaixo da ponte; com as vítimas tendo recebido violentos golpes de arma branca(faca/facão) em regiões vitais como pescoço e cabeça, e também braços e mãos.

Evidências encontradas no local tais como uma bicicleta, cama e fogão improvisados, confirmam essas informações e acrescentam outras, como a de que os assassinados fossem moradores de rua e inclusive estariam dormindo ali.

Como não se sabe ainda quem cometera o crime, o motivo deste também continua um mistério, mas com algumas hipóteses levantadas como briga por "rixa"e até mesmo o uso de drogas.
A população, claro, espera uma solução ao caso e a apreensão do assassino e culpado.

A polícia já considera suspeitos e garante que mais investigações ainda devem ser feitas e deverão trazer também, uma elucidação ao crime.


Por Octávio / Olhar21

Encontro Sefaz e contribuintes acontece em Vila Rica na segunda (05)

A Secretaria de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz-MT) realiza na próxima segunda-feira (05.05) um Encontro de Interação com contabilistas e contribuintes do município de Vila Rica. O evento será às 20h, no auditório da Unemat, com apresentação sobre Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e), e plantão fiscal para tirar dúvidas tributárias dos participantes.
A NFC-e é um documento fiscal eletrônico, transmitido pelo estabelecimento comercial para a Sefaz/MT pela internet no ato da compra. Como a nota é autorizada de forma on-line pela Secretaria de Fazenda e armazenada pelo Fisco, o consumidor passa a contar com mais segurança e comodidade recebendo diretamente o documento em seu e-mail sem necessidade de impressão.
A apresentação será feita pelo gerente Regional de Serviços e Atendimento Leste, José Salvador de Araújo, o fiscal de Tributos Estaduais Edson José de Freitas, e o gerente da Agência Fazendária de Vila Rica, José Eversino Ferreira Bezerra, e conta com a parceria do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-MT). A participação é aberta ao público, sem necessidade de inscrição.
A Unemat de Vila Rica está situada na Av. Perimetral Leste, s/nº - Bairro Bela Vista.
Por: ASC/Sefaz-MT