sábado, 24 de agosto de 2013

Assembleia muda empresa realizadora do concurso e abre inscrição por mais 11 dias

A Assembleia Legislativa vai mudar a empresa realizadora do concurso público para o preenchimento de 430 vagas na instituição e reabrir por mais 11 dias as inscrições para o certame.

Segundo o presidente do Poder Legislativo, deputado Romoaldo Júnior (PMDB), a mudança se deve à demanda de inscritos ter ultrapassado em muito a expectativa da comissão organizadora que esperava entre 15 e 17 mil inscrições, mas teve procura de 50 mil. 
“O IDP nunca realizou nenhum outro concurso antes, então essa demanda surgiu exatamente deles que estão se sentindo meio inseguros pelo volume de pessoas que procurou. A expectativa é que quando a gente abra novamente, chegue a 80 mil pessoas inscritas. Queremos fazer o melhor para não deixar furo algum”, disse.

O presidente já mandou sondar as três melhores instituições do país para realização do certame, dentre elas a Fundação Getúlio Vargas. Os salários do concurso variam entre R$ 2.286,22 para Nível Médio, R$ 5.034,88 para Nível Superior A e R$ 6.057,93 para Nível Superior B, de acordo com o edital antigo, que foi cancelado após manifestações negativas de diferentes entidades.

“Vamos selecionar a empresa pelo know how e pela experiência na realização de concurso pedi que as três melhores no ramo fossem sondadas. Não podemos deixar furo. Queremos que tudo saia perfeito. A nossa intenção ainda é o cronograma inicial de realização das provas em outubro e, em dezembro, dar posse já a alguns aprovados”, afirmou.

O certame foi divulgado e cancelado no mês passado devido a questionamentos de falha e irregularidades no edital. Das novas alterações aprovadas pelos deputados estão relacionadas à habilitação técnica de cargos, como os de técnicos em hidráulica e eletricidade, radialista, repórter fotográfico e cinematográfico.
Por: Olhar Direto

Nenhum comentário:

Postar um comentário