sábado, 31 de outubro de 2015

Vacinação contra febre aftosa começa neste domingo

A segunda etapa de vacinação contra febre aftosa começa no domingo (01) e segue até o dia 30 de novembro. A campanha será lançada nesta quinta-feira (29), às 10h, na Fazenda Barranco Alto, no município de Gaúcha do Norte (a 565 km de Cuiabá), com a presença do presidente do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea), Guilherme Linares Nolasco.

A venda da vacina contra febre aftosa será liberada em todas as revendas do estado a partir desta quinta-feira (29) em virtude do feriado do Dia do Servidor Público (28), transferido para esta sexta-feira (30).

Nesta etapa é obrigatória a vacinação de todo o rebanho bovino e bubalino, de mamando a caducando. Estima-se que 28,5 milhões de animais sejam vacinados. A comunicação da imunização do rebanho pode ser feita até 10 de dezembro nos escritórios locais do Indea. A única exceção é para as propriedades localizadas no baixo pantanal, que tem até 15 de dezembro para fazer a comunicação.

Vinte e duas equipes do Indea irão acompanhar a vacinação em aproximadamente 800 propriedades localizadas em Cáceres, Pontes e Lacerda, Porto Espiridião e Vila Bela da Santíssima Trindade, municípios na região de fronteira com a Bolívia. Nesses municípios ainda será realizado o trabalho de educação sanitária em escolas rurais, com palestras que abordarão assuntos referente à sanidade animal e vegetal. Cerca de 550 pessoas devem ser atendidas no projeto desenvolvido pelo Instituto.

A multa para quem deixar de vacinar o rebanho dentro do período da campanha é de 2,25 em UPF (Unidade Padrão de Fiscal) por cabeça de gado não vacinado. O produtor que atrasar a comunicação fica impossibilitado de emitir Guia de Trânsito Animal (GTA) por um período mínimo de 30 dias.

Brucelose
 
O produtor pode aproveitar o manejo do rebanho para vacinar as fêmeas com idade de 03 a 08 meses contra brucelose. A segunda etapa da campanha teve início em 1º de junho e vai até 31 de dezembro. A vacinação precisa ser feita uma única vez. É proibida a vacinação em machos de qualquer idade e de fêmeas com idade superior a 08 meses. As bezerras deverão receber a marca com a letra V, acompanhada do algarismo final do ano da vacinação, por exemplo: V5. A vacinação deve ser feita por médico veterinário ou vacinador sob sua supervisão.


Redação Água Boa News

Nenhum comentário:

Postar um comentário