quarta-feira, 1 de maio de 2013

Volume de cheques sem fundos em Mato Grosso aumenta 4,7%



Mato Grosso teve, em março, aumento de 4,78% no volume de cheques sem fundos que foram devolvidos pelos bancos. O Estado ficou em 13º no ranking nacional e, no Centro-Oeste, concentra o 2º maior volume, sendo superado por Tocantins com 4,90%. Goiás ficou em 3º na região com aumento em 3,04%, Mato Grosso do Sul com 1,78%. No levantamento geral, Roraima foi o Estado com maior percentual devolvidos com 13%, seguido pelo Acre (9,84%) e por Sergipe (9,07%).
Em março, 2,36% dos cheques emitidos foram devolvidos, aponta levantamento divulgado hoje pela empresa de consultoria Serasa Experian. O volume é 0,17 ponto percentual maior que o registrado no mesmo período do ano passado, quando a taxa de cheques sem fundos ficou em 2,19%. Esse é o maior percentual desde maio de 2009, quando as devoluções alcançaram 2,52%. Foram devolvidos cerca de 1,5 milhão de cheques em março, o que equivale a um acréscimo de 0,46 ponto percentual na comparação com fevereiro deste ano – quando 1,9% foram recusados. No acumulado do ano, o volume de cheques sem fundos também está levemente acima do registrado no mesmo período de 2012. O percentual passou de 2,04% para 2,09%.
Para os economistas da Serasa, a alta está relacionada à sazonalidade de março, período em que os consumidores estão envolvidos com a última parcela do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e com o parcelamento das despesas escolares. A empresa de consultoria aponta ainda que inflação no preço dos alimentos reduziu o poder aquisitivo dos salários, especialmente para classes de baixa renda, as quais utilizam mais intensamente esse meio de pagamento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário