sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Mais da metade dos domicílios têm carro ou moto, diz Ipea

Levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgado nesta quinta-feira (24) aponta que 54% dos domicílios no Brasil têm carro ou motocicleta disponíveis para o deslocamento dos moradores. O estudo do Ipea é baseado em dados da Pesquisa Nacional por Domicílio (Pnad) de 2012 feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Um dos responsáveis pela análise, o pesquisador Carlos Henrique de Carvalho, afirmou que esta é a primeira vez que a maioria dos domicílios contam com um veículo próprio. "O Pnad de 2012 é o primeiro que registra uma taxa maior que 50%. Agora foi de 54%, mas antes estava ficando na casa dos 40%".

Comparando dados do Pnad de 2008 com 2012, houve um aumento de nove pontos percentuais na quantidade de casas com veículos particulares. O índice era de 45% há cinco anos.
Para Carvalho, a taxa de motorização está aumentando em todas as classes sociais. "Os mais ricos estão com mais carros, mas o mais pobres também. Então, pelo menos, no final das contas, isso é positivo porque cresceu para todo mundo".
Segundo o Ipea, esse número reflete o aumento do uso de veículos particulares para deslocamentos por parte da população brasileira, em detrimento da mobilidade urbana por meio do transporte público.
O instituto chama a atenção, durante a análise, para uma piora no trânsito das grandes cidades, e ressalta que é preciso que o governo tenha políticas públicas eficientes para minimizar os transtornos causados pelo aumento do transporte individual.

O estudo mostra que em 45% das casas urbanas há um carro. Já na área rural esse índice cai para 28%. Nessa última, as motocicletas se destacam, estando presentes em 33% dos lares. Se considerados todos os lares brasileiros, as motos se fazem presentes em 20,1% desse total.

Por: Do G1, em Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário