quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Prefeitos fecham as portas em protesto

Os 141 prefeitos de Mato Grosso vão cruzar os braços em 11 de abril com objetivo de denunciar a situação que as cidades enfrentam. A paralisação foi decidida pelo Conselho Político da Confederação Nacional de Municípios (CNM). O realização do protesto foi decidida nesta segunda (27), em Maceió, durante reunião com líderes municipais de várias regiões. A mobilização ocorrerá em outros 25 estados e no Distrito Federal. Em Mato Grosso o ato será organizado pela AMM, sob o prefeito de Juscimeira Chiquinho do Posto (PSD).
A organização deste movimento vai ficar a cargo das entidades estaduais com o apoio das associações microrregionais de municípios. “O objetivo da paralisação é denunciar a situação que os municípios brasileiros enfrentam de igual maneira”, explicou o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski. A meta é levar ao menos um ônibus de cada região para a Capital.
No encontro, os participantes também debateram a pauta do movimento municipalista para este ano. A organização da XVII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que será realizada em maio, também integrou os temas do encontro, bem como a demanda política, com os projetos de lei favoráveis e desfavoráveis às cidades.
Na reunião, os gestores avaliaram ainda a relação com o governo federal, analisaram relatórios institucionais, os resultados de 2013 e as metas e estratégicas para 2014. A exemplo dos anos anteriores, as prefeituras vão mobilizar a União e Congresso Nacional para garantir o apoio e compromisso do atendimento da pauta municipalista. Durante encontro realizado em dezembro, em Brasília, o aumento de 2% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) foi debatido, além dos royalties e o piso salarial dos professores. 
Esta é a primeira reunião do Conselho em 2014. Além do presidente da CNM, participaram de 15 presidentes de entidades estaduais, três representantes e diversos líderes de microrregionais.

Por: RD News

Nenhum comentário:

Postar um comentário