quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Corte na energia teria matado frangos
de calor (Foto: Nilessa Tait / TV TEM)
Uma granja de Urupês (SP), perdeu 15 mil frangos por causa da redução brusca da potência de energia elétrica, alega a proprietária. As aves não suportaram o calor e morreram durante a madrugada desta segunda-feira (19). O corte foi determinado pelo Operador Nacional do Sistema (ONS) e a medida atingiu várias cidades da região noroeste paulista. O barracão tem capacidade para 30 mil frangos, a metade morreu.

De acordo com a proprietária Fernanda Palhares, a potência de energia no local é de 220 volts, mas foi reduzida para 170 volts. Apesar do local possuir um gerador, o equipamento não ligou, pois segundo ela, isso só acontece quando há uma interrupção total de energia elétrica. Os frangos estavam na última etapa de engorda, prontos para serem vendidos. Por isso, nesta fase, o prejuízo é maior e segundo a criadora, é de aproximadamente R$ 20 mil.

A proprietária da granja espera receber algum tipo de ajuda da companhia elétrica. "Eles tem que se responsabilizar, pois meus frangos foram mortos devido a um erro de queda na energia. Já procurei um advogado para conseguir esse ressarcimento”, afirma Fernanda.

A Energiza, responsável pela distribuição em Urupês, foi procurada mas ainda enviou resposta sobre o caso.

Corte de energia

O sistema elétrico brasileiro enfrenta um momento crítico por conta da falta de chuvas. Na região Sudeste, uma das maiores responsáveis pela geração de energia no país, os reservatórios das usinas hidrelétricas estão com 19% de sua capacidade, quando que o esperado era no mínimo de 40%.

Em Araçatuba (SP), cerca de cinco mil clientes da Companhia Paulista de Força e Luz, CPFL ficaram sem energia por aproximadamente meia hora e três bairros foram afetados. A cidade de São josé do rio Preto (SP) também foi afetada pelo apagão, mas a concessionária não informou o número de moradores afetados.

Já na região de Votuporanga (SP), quatro municípios ficaram sem energia por cerca de meia hora. Segundo a Elektro, Cosmorama (SP), Américo de Campos (SP), Auriflama (SP) e General Salgado (SP) foram as cidades atingidas.

Segundo as empresas, o operador já autorizou o restabelecimento da energia para um terço dos clientes atingidos. O corte de energia elétrica preservou os clientes priorizados como hospitais, UTI’s domiciliares, serviços públicos essenciais, entre outros.

 Escrito por G1 Rio Preto e Araçatuba

Nenhum comentário:

Postar um comentário