Servidores do Detran entraram em greve em MT; governo diz que cumpre compromisso

Os servidores do Detran MT entraram em greve a partir desta segunda (26) indignados com o Governo, que além de não cumprir o que já está garantido na Lei Orçamentária Anual e convocar os concursados em setembro de 2015 e ainda tentou  desmobilizar a categoria enviando um email individualizado para os servidores com um cronograma de convocação do concurso não oficializado à entidade representativa da categoria que é o Sindicato dos Servidores do Detran (Sinetran-MT).

O email foi enviado extra-oficialmente com um cronograma que chamaria para este ano apenas 30 dos 489 aprovados no concurso, ainda assim condicionado a um parecer da PGE. "A categoria está indignada com o Governo visto que não houve nenhuma proposta efetiva, nenhuma resposta às notificações do Sindicato e nem mesmo atendimento à reunião socilitada na Casa Civil. Não se pode fechar um acordo coletivo com um email, sendo que há uma representatividade sindical que está a frente das negociações. Uma total falta de respeito e responsabilidade”, comenta Daiane Renner, presidente do Sinetran-MT que está aguardando uma agenda com a Casa Civil desde o dia 01/10 para discutir o assunto.


Em resposta os servidores avisam que não vão negociar individualmente e que o Sinetran-MT tem total  autonomia para representar a categoria.

O outro lado

Para fins de publicidade e transparência, o Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Gestão (Seges), informa que oficializou, nesta segunda-feira (26.10), a presidência do Sindicato dos Servidores do Departamento de Trânsito do Estado (Sinetran-MT) sobre o cronograma de nomeação dos aprovados em concurso realizado em julho deste ano.

A previsão, segundo o cronograma, é nomear 459 novos servidores até 2018, além do chamamento de outros 110 para reposição de quadro, sendo que 30 serão chamados ainda este ano.

O governo destaca que sempre manteve o diálogo com os servidores e está cumprindo os compromissos com a categoria. Após greve de 14 dias, em março deste ano, o governo anunciou a realização de concurso público para o órgão, sendo este realizado em julho. Nesta sexta-feira (23.10), a Secretaria de Gestão anunciou cronograma de chamamento deste concurso.

O ofício encaminhado ao Sinetran é acompanhado de Nota Técnica da Secretaria de Estado de Gestão, esclarecendo o sindicato sobre a evolução do quadro de pessoal da carreira de 2008 a 2014; o quadro atual; previsão de saídas até 2018; previsão legal para nomeações; cronograma para as nomeações; cenários e o impacto financeiro das nomeações.

A Nota Técnica explica ainda que o Governo de Mato Grosso já extrapolou os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal no mês de setembro, chegando a 51,20% do total da receita corrente líquida, quando o teto do limite legal é de 49%. Por isso, a nomeação imediata de todos os aprovados se torna impossível. Sendo feitas todas as nomeações, o governo e seus responsáveis legais estariam contrariando a LRF, gerando implicações ao Estado e a seus gestores. Por isso, a Seges explica que novas nomeações estão condicionadas à situação financeira do Executivo e, especialmente, sob anuência do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Redação Água Boa News

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Divulgado gabarito da prova do Ensino Médio Integrado do IFMT

Discussão leva à tentativa de homicídio em Canabrava do Norte com um tiro na boca

Candidatos têm até dia 15 de agosto para se inscrever no concurso da Seduc