sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Termos de cooperação são assinados por 72 prefeitos

Em um único dia, 72 prefeitos assinaram os Termos de Cooperação Técnica (TCTs) com o Governo de Mato Grosso para o recebimento dos insumos para conservação da malha viária estadual localizada nos municípios. Ao todo, serão distribuídos cerca de três milhões de litros de óleo diesel.

Os termos podem ser assinados na sede da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), no Centro Político Administrativo (CPA). No setor de convênios, foi montada uma estrutura especial para atender aos prefeitos, que saem do local com o cartão que, no futuro, possibilitará o acesso ao combustível nos postos credenciados.

A assinatura dos termos faz parte do Programa Emergencial de Recuperação das Estradas (Pró-Estradas) lançado nesta semana pelo governador Pedro Taques e pelo secretário da Sinfra, Marcelo Duarte. Ao todo, serão investidos de imediato mais de R$ 30 milhões, como parte das metas da para os 100 primeiros dias de gestão.

Os prefeitos que aderiram ao pacto pelas rodovias avaliaram como rápida a resposta do atual Governo aos problemas que afligem há anos os municípios mato-grossenses.

“Essa parceria já deveria ter ocorrido há muitos anos. Ela é muito importante, porque meu município tem mais de 300 quilômetros de MTs. A maioria esta em péssimo estado de conservação, mas o governador está olhando mais para os municípios”, afirmou o prefeito de Vila Rica (1.259 mil km a Nordeste de Cuiabá), Luciano Alencar.

“Gostei porque essa ação foi bem institucional. Trouxe equidade e transparência ao poder público. Conseguiremos desenvolver um plano de trabalho, e os municípios e os órgãos de controle vão ver a aplicação correta desses recursos”, afirmou a prefeita de Rondolândia (1.600 km a noroeste de Cuiabá), Bete Sabah.

“Atualmente cerca de 73% do nosso município é formado por área rural. Então é o povo do sítio que precisa de estradas melhores. A gente fica feliz com a iniciativa da Secretaria. A população só tem a ganhar com isso”, completou a prefeita.

Os municípios produtores comemoraram a possibilidade de reduzir os custos, a partir da melhoria das rodovias estaduais. “Estamos iniciando a colheita e as estradas precisam estar em melhores condições para escoar a safra. Temos próximo ao município uma rodovia privatizada, que esta em bom estado, mas em compensação as condições da MT não privatizada são precárias”, comentou o prefeito de Nova Mutum (264 km a norte de Cuiabá), Adriano Pivetta.

“Estamos iniciando a colheita e temos muito trabalho pela frente. A gente entende que este Governo começou agora, mas já tem mostrado muita vontade de mudar por meio dessa ação emergencial”, finalizou Pivetta.

Escrito por ERICKSEN VITAL Assessoria de Imprensa / Sinfra-MT 

Nenhum comentário:

Postar um comentário