quarta-feira, 27 de abril de 2016

MT tem 78 municípios com alto risco de transmissão do zika vírus

O número de municípios com alto risco de transmissão do zika vírus chegou a 78 em Mato Grosso, representando mais da metade do total de municípios no estado, segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria estadual de Saúde (SES). O zika é um dos vírus transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti, ao lado do vírus da dengue e do da febre chikungunya.

Com 18.417 casos contabilizados da doença, a SES apontou o cenário em Mato Grosso como de risco alarmante para a transmissão do zika vírus, uma vez que a incidência é de 595 casos por grupo de 100 mil habitantes.

Estudos relacionam a infecção por zika vírus com casos de microcefalia (bebês que nascem com o cérebro menor do que o normal). De acordo com a SES, até o dia 20 de abril o estado havia notificado 203 casos de bebês que nasceram com perímetro da cabeça inferior ao critério da Organização Mundial da Saúde (OMS) - 31,9 cm em meninos e 31,5 cm em meninas.

Além dos casos de zika, o boletim divulgado pela SES abordou casos de dengue e febre chikungunya.

Em relação à dengue, o estado acumula - desde o primeiro dia do ano - 21.072 casos da doença. O número é 103% maior que o registrado no mesmo período do ano passado.

Dos 141 municípios mato-grossenses, 84 já contam com alta incidência da doença (quando o número de casos supera os 300 casos por grupo de 100 mil habitantes), sob critério da OMS: nesses muicípios, a incidência registrada tem sido de 645 casos por 100 mil habitantes.


Por sua vez, a chikungunya contou com 1.108 casos registrados suspeitos em Mato Grosso este ano (incidência de 33 casos para cada grupo de 100 mil habitantes). Apenas dois municípios estão classificados com alto risco da doença. Mais da metade dos municípios mato-grossenses ainda sequer tiveram registro.

Por: Do G1 MT

Nenhum comentário:

Postar um comentário